Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

CORTEM-LHE A CABEÇA!

Richard Smith (Consultor)

Aonde já se viu o líder de um Poder da República vir a público afirmar que CRIME é CRIME mesmo, né? Absurdo! "Cortem-lhe a cabeça", como diria a Rainha de Copas à Alice!
Enquanto isso, uns certos comentadores muito conhecidos, com os pés firmemente plantados no chão (os quatro!), dão o seu recado (ligar a tecla SAP para converter zurros em algo intelegível).

Terras produtivas

olhovivo (Outros)

Se o MST invadisse terras ociosas, que abundam, talvez não houvesse conflito. Mas eles só querem terras produtivas, fazendas formadas, com gado, plantações e tudo o mais funcionando sozinho. É só chegar e colher e... é lógico, continuar pegando grana da União. Se os imigrantes japoneses, na época, recebecem alguns tostaozinhos públicos, isto aqui seria o jardim do éden.

SÓ SE HOUVE DECLARAÇÃO!

 (Advogado Autônomo - Civil)

O fulano declarou, o beltrano ou o sicrano, disse que o Brasil precisa de mais segurança, que não se pode tolerar gastos públicos a subsidiar grupos de cunho social ou travestido de boas intenções, mas que no âmago não passam de bandidos, etc!!!
Precisamos de ação! Tomar medidas e não declarar, é o que precisamos. Onde estão os nossos homens públicos, ocupantes de cargos com poder de tomar medidas, recebedores dos cofres públicos???

"Ditabranda" do Estadão

Armando do Prado (Professor)

Depois da asneira da FSP (Força Serra Presidente) sobre a "ditabranda", forma desrespeitosa aos que lutaram contra os canalhas de 64, realmente, o Estadão não poderia ficar atrás em matéria fascista. O Estadão e FSP se merecem e valorizaram ontem e continuam valorizando hoje o privilégio de poucos. Estão se ombreando ao lixo dos Civitas.

falar menos e trabalhar mais

Mauro (Professor)

Daniel Dantas também foi condenado a 10 anos de prisão, mas nunca foi algo da virulência de Gilmar Mendes, a qual, como muito já se tem comentado na internet, não condiz com a postura que se requer de um ministro presidente de uma suprema corte. Deveria, portanto, falar menos e trabalhar mais. São tantas palestras, discursos e homenagens que GM fatura particularmente às custas do prestígio de Presidente do STF, que lhe sobra pouco tempo para trabalhar de fato como Ministro Presidente do STF.

falar menos e trabalhar mais

Mauro (Professor)

Daniel Dantas também foi condenado a 10 anos de prisão, mas nunca foi algo da virulência de Gilmar Mendes, a qual, como muito já se tem comentado na internet, não condiz com a postura que se requer de um ministro presidente de uma suprema corte. Deveria, portanto, falar menos e trabalhar mais. São tantas palestras, discursos e homenagens que GM fatura particularmente às custas do prestígio de Presidente do STF, que lhe sobra pouco tempo para trabalhar de fato como Ministro Presidente do STF.

Comentar

Comentários encerrados em 7/03/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.