Consultor Jurídico

Fim do papel

STJ pede pressa na digitalização de processos

O Superior Tribunal de Justiça está apressando os Tribunais de Justiça e os Tribunais Regionais Federais para que digitalizem todos os recursos encaminhados à corte. Reunido com os presidentes de 23 tribunais estaduais e dos cinco tribunais regionais, o presidente do STJ, ministro Cesar Asfor Rocha, deu até o dia 28 para que digam o tempo que precisam para que todos os processos sejam digitalizados.

As mudanças devem começar dentro de dois meses e diminuirão em R$ 20 milhões as despesas anuais da Justiça com o transporte de processos em papel. No fim do mês, o STJ enviará equipes técnicas aos tribunais para começarem as alterações nos sistemas. Asfor Rocha sugeriu que o Conselho Nacional de Justiça forneça os scanners para as digitalizações.

No próprio STJ, a virtualização está acelerada. O ministro garantiu que até 31 de julho os 450 mil processos que tramitam na corte passarão a ser eletrônicos, e 300 mil processos em papel serão devolvidos aos tribunais de origem. O tempo de tramitação das ações deve cair de quatro meses para apenas uma semana. Os tribunais de segunda instância receberão em apenas cinco dias os processos devolvidos depois da distribuição. O acesso aos processos também será maior aos advogados, já que hoje há autos que só podem ser acessados na sede do STJ, durante o horário de funcionamento — das 7h às 19h.

O advogado-geral da União, José Antonio Toffoli, presente à reunião, elogiou o ritmo acelerado das mudanças. “Esse é um projeto de cidadania”, disse.

Asfor Rocha alertou aos presidentes de tribunais estaduais que não compareceram que eles também precisam fazer as adaptações, caso contrário perderão o bonde da história. “A virtualização é um caminho sem volta e inevitavelmente todos terão que digitalizar seus processos”, afirmou.

Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ. 




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 18 de fevereiro de 2009, 6h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/02/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.