Consultor Jurídico

Prisão militar

EUA transferem doze presos de Guantánamo

O Departamento de Justiça norte-americano informou que os Estados Unidos transferiram 12 detentos da prisão de Guantánamo, em Cuba, para Afeganistão, Iêmen e Somália. Quatro afegãos e seis iemenitas foram repatriados. Dois somalis foram transferidos para a Somalilândia, região semi-autônoma no norte da Somália. As informações são do Estadão.

Segundo o Departamento norte-americano, uma força-tarefa analisou cada caso separadamente, levando em conta a ameaça representada pelos detentos e as chances de sucesso do governo caso as prisões fossem contestadas nos tribunais.

De acordo com o Departamento de Justiça, mais de 650 detentos deixaram a prisão militar de Guantánamo desde 2002, e 198 continuam presos. O governo anunciou que cinco detentos, entre eles um dos supostos mentores dos atentados de 11 de setembro, Khalid Sheikh Mohammed, serão julgados em uma corte federal em Nova York, e que outros também deverão ser julgados no país.

Até 100 detentos serão transferidos para um presídio em Illinois. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que não estabelecerá um prazo para o fechamento da prisão em Cuba, mas disse que espera que isso ocorra no ano que vem.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 21 de dezembro de 2009, 14h56

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/12/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.