Consultor Jurídico

Notícias

Ambiente protegido

Advogados defendem inviolabilidade de escritórios

Comentários de leitores

7 comentários

Consórcio

Fabiano Bichara (Advogado Autônomo)

O usual consórcio Juiz-Ministério Público-Polícia é revelador acerca da existência do Estado Policial vigente no Brasil, onde a presunção de inocência é vista como uma verdadeira excrecência.

CORTINA DE FUMAÇA

Victor Diogo de ampaio (Advogado Assalariado - Criminal)

MUITOS "JUÍZES! DEVIAM COLOCAR A MÃO EM SUAS CONSCIÊNCIAS E TAMBÉM DECRETAR COMO VIOLÁVEL SEUS GABINETES E SUAS MANSÕES ONDE NEGOCIAM SENTENÇAS. O MPF E A PF DEVERIAM INVESTIGAR COMO VÁRIOS JUÍZES POSSUEM UM PATRIMÔNIO INVEJÁVEL E TOTALMENTE INCOMPATÍVEL COM SUA RENDA. EXISTE UM DITADO QUE DIZ" QUEM DISTO CUIDA, DISTO USA".

Crias do estado policial

Contestador (Estudante de Direito)

lamentavel que alguns juizes federais sejam uma extensao do pensamento policialesco do MP e PF

Inviolabilidade de escritórios de advocacia....

Marco 65 (Industrial)

Pressupondo que o ser humano só se esconde ou esconde algo, somente quando está em contrariedade com a lei, devo admitir que tornar inviolavel o escritório de advocacia é o mesmo que reconhecer que alí se depositam provas de quem transgrediu a lei, certo? de outra maneira não se entende tamanho alarde sobre o assunto... e não me venham dizer o contrário.
Se a moda pegar, vamos ter que reconhecer os escritórios de contabilidade, de engenharia, de auditoria, enfim, quase todos, como INVIOLAVEIS.
Mas, vejam que é só na advocacia que a coisa se manifesta... por que sera????
Até entendo que o nosso DIREITO é essencialmente técnico, mas se essa técnica não for contida aos niveis do bom-senso, vamos acabar perdendo o controle geral das coisas e o Estado Democrático de Direito vai ser posto em xeque. O povo (que é o verdadeiro "senhor" desta sociedade que se diz organizada), já não aguenta mais conviver com tamanhos absurdos legais...
Aprendemos que, TODO o CIDADÃO tem o dever de denunciar às autoridades, fatos e atos praticados ilicitamente, sob pena de, não o fazendo, cometer "CRIME DE OMISSÃO".
e eu pergunto: Advogado que atende cliente e dele recebe a confissão de determinado delito, recebe provas documentais e as guarda em seu escritóriio, sob a alegação de sigilo profissional comete o que???
O nosso DIREITO necesita, com urgência, de uma ENGENHARIA REVERSA, para poder corrigir INúMEROS absurdos cometidos ao longo dos anos...
Ver assassinos confessos, soltos e respondendo em liberdade... estão constestando o que??? a si próprios???? Confessaram e contestaram....
Ver delegados, Juizes e sabe-se lá mais quem, virarem Réus e os verdadeiros réus ficarem imunes...
Da maneira que está indo, caminhamos para o abismo.

Incompetência

Dr.João Lopes (Advogado Autônomo - Criminal)

É a clara manifestação da incompetencia do Estado para investigar, en razão de seus agentes não trabalharem com o cuidado e ferramentas colocadas a sua disposição para solucionar as questões propostas sejam em sede criminal ou não. Melhor e mais confortável atacarem a Advocacia, retirando inclusive o foco de seus próprios gabinetes que deveriam ser incluídos nesssas buscas absurdas, que atingem diretamente as garantias constitucionais do povo e abalam os alicerces de um Estado de Direito.

Não seria o reflexo da frustração?

BATMAN (Advogado Autônomo - Criminal)

Alguns ilustres magistrados, influenciados pelo dislumbramento por um suposto "poder" que lhes é atribuído em função do cargo em que exercem, esquecem-se que agem limitados e conformados por leis e princípios que regem um Estado de Direito e tentam, as vezes inconscientemente, promover o autoritarismo tergiversando as regras que a todos são impostas, inclusive e sobretudo a eles próprios. Frustração talvez. A psicologia demonstra que todo ser - ou instituição, no caso - que sofre de complexo de inferioridade e sente-se, de qualquer forma, que sua suposta "superioridade", ainda que apenas imaginária, está sendo ofuscada por outro ser - ou classe, no caso a dos advogados -, tende, muitas vezes a qualquer custo, diminuir ou eliminar a vantagem que este outro ser possui e que lhe está diminuindo, ou irritando, ou atrapalhando, quem sabe?
Nesta hipótese específica é a inviolabilidade do escritório de advocacia, mas não sejamos esquecidos e nem descuidados, pois muitas outras foram as prerrogativas que magistrados e outras classes que não vale nem a pena citar expressamente já tentaram deturpar!
A OAB deve sim atuar e se posicionar de forma árdua para a defesa da classe.
Que seja mesmo implacável e atuante a comissão de prerrogativas, mas sejamos também complacentes, afinal, todos estamos sujeitos à frustração.

Temos Presidente na Comissão de Prerrogativas em SP?

Serweslei (Advogado Autônomo)

Temos Presidente na Comissão de Prerrogativas em SP?
Não só a inviolabilidade dos escritórios se faz necessária, como a dos parlatórios paulistas. Sem autorização a SAP grava todos os diálogos nos parlatórios e o presidente da Comissão de Prerrogativas nada faz. Na SAP entregaram o galinheiro para a raposa, pois o atual secretário na administração Mario Covas foi exonerado a bem do serviço público por criar e financiar facção, e agora vira secretário...
O presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB/SP não representa (e não assessora) os advogados que o fazem por conta própria, contra as milícias formadas pelas bandas podres do MP (Gaeco), Juízes e Policiais.
Só interessa ao Senhor Sergei Cobra Arbex fazer política, como a mais recente, intervindo na questão do entrevero entre o Min. Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa para aparecer na mídia, esquecendo e negligenciando quanto ao zelo pelas prerrogativas dos advogados de São Paulo.
Será que ele será candidato a presidência da OAB ou sua mãe a ex-deputada Zulaiê Cobra??

Comentar

Comentários encerrados em 7/05/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.