Consultor Jurídico

Notícias

Vale tudo

Advogados são condenados por omitir fato relevante

Comentários de leitores

6 comentários

FALTA DE ZELO!

Maria Falcão (Advogado Autônomo)

O que está acontecendo no Judiciário de forma geral é que os juizes e desembargadores não estão analisando o processo em sua integralidade, com a devida cautela. Daí, muitas vezes deparamos com sentenças absurdas, sem pé sem cabeça. Julgam por julgar, sentenciam por sentenciar. Talvez por excesso de processos a serem julgados falta-lhes às vezes, tempo e com isso, zelo. Aí, neste caso analisado, os advogados agiram de má-fé com certeza, mas também, se houvesse um pouco mais de cuidado por parte do Judiciário esta situação não teria acontecido.

FALTA DE ZELO!

Maria Falcão (Advogado Autônomo)

O que está acontecendo no Judiciário de forma geral é que os juizes e desembargadores não estão analisando o processo em sua integralidade, com a devida cautela. Daí, muitas vezes deparamos com sentenças absurdas, sem pé sem cabeça. Julgam por julgar, sentenciam por sentenciar. Talvez por excesso de processos a serem julgados falta-lhes às vezes, tempo e com isso, zelo. Aí, neste caso analisado, os advogados agiram de má-fé com certeza, mas também, se houvesse um pouco mais de cuidado por parte do Judiciário esta situação não teria acontecido.

Decisão a ser incentivada

Gus (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Compreendi o fundamento e concordo com ele, mas me parece que ele também deveria ser aplicado em termos gerais. Afinal, salvo casos em que o próprio causídico é enganado pelo cliente, a lógica diz que o advogado não só está ciente da litigância de má-fé, como é seu colaborador indispensável. Acredito que a ampliação deste julgamento serviria para coibir expedientes protelatórios e dar espaço aos advogados realmente aptos a exercer a profissão com ética e competência.

Tribunal de ètica?

M.P. (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

O Triunal de Ética da OAB já morreu de inanição há muito tempo. Vejo advogados condenados no crime por atuação funcional e nada no Cons. ÉEtica. Vejo advogados com 30 processos bravos no C.E. e nada. Vejo clientes lesados, tergiversação e nada. Os únicos advogados que vi punidos foram os que não pagaram a anuidade da OAB.
Que tal um Conselho Nacional de Advogados, à exemplo do CNJ e do CNMP?

ALO, TRIBUNAL DE ÉTICA !!!!

acdinamarco (Advogado Autônomo - Criminal)

Já que nada se fez com respeito aos que desobedeceram um Provimento do Conselho Federal, acho muio difícil que o Tribunal de Ética tome qualquer providência contra esse maus advogados que envergonham a Classe. Seus nomes têm que ser divulgados, sob pena de nivelarem-se todos os Profissionais. Todos precisamos saber quem são os safados.
acdinamarco@aasp.org.br

Punição exemplar!

Carmen Patrícia C. Nogueira (Advogado Autônomo)

É preciso dar um basta na litigância de má-fé, no "topa tudo por dinheiro".
Que sirva como precedente para outras punições, em nome da ética na advocacia!
Parabéns ao advogado e ao TJSP, pelo exemplo que deverá ser seguido (espero).

Comentar

Comentários encerrados em 12/04/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.