Consultor Jurídico

Comentários de leitores

8 comentários

Nem debate jurídico nem homofobia e explico: Nã...

Lima (Advogado Autônomo - Tributária)

Nem debate jurídico nem homofobia e explico: Não se trata de debate jurídico porque não estamos discutindo a lei em si, mas a moral, a tradição e os bons costumes; Não se trata de homofobia porque isto não existe. O que tu define como homofobia defino como direito de luta pela família, pelo bem do Estado e da sociedade. Homossexualismo é doença e falta de vergonha na cara. Quer ser homossexual, que seja, mas dentro de quatro paredes porque ninguém é obrigado a assistir situação tão degradante. Homossexualismo faz tão mal para a sociedade como as drogas. E isto é uma opinião e deve ser respeitada.

O que estou vendo aqui é um debate jurídico ou ...

Themis Aninha (Prestador de Serviço)

O que estou vendo aqui é um debate jurídico ou uma alusão à homofobia???

Concordo com o Lima: As FFAA não são lugar para...

Alex Wolf (Estudante de Direito)

Concordo com o Lima: As FFAA não são lugar para efeminados e que tenham atração por pessoas do mesmo sexo. É um lugar para homens ou mulheres, não se admitindo um "3º" sexo. Se o gay do citado artigo não estiver satisfeito com a situação, que peça a baixa. O Exército não é lugar para "namoricos" entre pessoas do mesmo sexo.

Ué, prender banqueiro corrupto é quebrar o prin...

Vinícius Campos Prado (Professor Universitário)

Ué, prender banqueiro corrupto é quebrar o princípio da presunção de inocência ( que vale para civis e militares)e prender sargento gay não é? Onde está o STF? Quando se trata de militares, ficam quietinhos, não?

O que ocorre é o seguinte: o sujeito é viado, s...

Lima (Advogado Autônomo - Tributária)

O que ocorre é o seguinte: o sujeito é viado, se infiltrou no exército podemos imaginar o motivo.. logo.. nada mais correto do que nossas Forças Armadas darem um basta na situação indesejada. Quem procurou o problema foi o cidadão homem que pensa ser mulher. Agora aguente as consequências como homem que Deus o fez. E tem mais.. Quem mandou dar entrevista com farda do exército se dizendo bixa? Bem feito! O Exército tinha era que dar um sumisso nesse desavergonhado e no seu comparsa.

Não sei se é caso de perseguição política, raci...

Antônio dos Anjos (Procurador Autárquico)

Não sei se é caso de perseguição política, racial ou por motivo de opção sexual. Todavia, existe a máxima: "PARA OS AMIGOS TUDO, PARA OS INIMIGOS OS RIGORES DA LEI".

Radar, vc nao sabe o que fala, eu convivo aqui ...

CURIOSO DO DIREITO (Praça do Exército)

Radar, vc nao sabe o que fala, eu convivo aqui dentro a anos e isso que estao pregando nao eh disciplina isso eh abuso, se um dia voce vir a servir, vera que tudo que estao falando a respeito desse militar eh uma inverdade infundada, pode ate ser que alguma transgressao ele cometeu, mas nao eh motivo para prisao, aqui dentro acontecem coisas piores que nao geram nem advertencia, ou seja o sgt esta sendo perseguido pelo maior escalao da forca militar....essa desculpa de agressao externa nao funciona nao...para de ser populista!!!

Por mais justas que possam ser as postulações d...

Radar (Bacharel)

Por mais justas que possam ser as postulações dos cidadãos que se dizem discriminados, é preciso ter o máximo cuidado para não desmoralizar essa instituição que, queiram ou não, será a que nos defenderá em caso de agressão externa, e que deve, sim, ter uma postura conservadora em relação à disciplina. De qualquer forma, seria de todo lamentável que, no âmbito do exército, alguém utilizasse acriteriosamente sua condição sexual para obter situações jurídicas não extensíveis aos demais membros, adeptos de outras opções pessoais.

Comentar

Comentários encerrados em 8/10/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.