Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Presídio sem lei

Procurador-geral pede intervenção federal em Rondônia

Nos últimos oito anos, mais de cem presos foram mortos e dezenas sofreram torturas e lesões corporais no presídio Urso Branco, em Porto Velho (RO). Essas afirmações foram feitas pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, que considerou os atos como violação dos direitos humanos. Por isso, pediu que o Supremo Tribunal Federal determine intervenção federal em Rondônia.

Antonio Fernando afirma que o estado de Rondônia descumpre uma dezena de preceitos constitucionais e dispositivos previstos na Convenção Americana de Direito Humanos, do qual o Brasil é signatário. A penitenciária Urso Branco foi construída na década de 90 para receber presos provisórios, mas passou a abrigar presos condenados. Hoje acolhe mais de mil presos, sendo que tem capacidade para 420.

“É induvidoso que, nas circunstâncias político-administrativas presentes [no presídio], hoje, a intervenção se torna indispensável, ao menos para assegurar os direitos da pessoa humana”, sustenta Antonio Fernando.

De acordo com o procurador-geral da República, outras ações judiciais foram iniciadas com intuito de “minorar” a situação da penitenciária e apurar os abusos contra os detentos, sem sucesso. A Comissão Interamericana de Direitos Humanos, da Organização dos Estados Americanos (OAE) também recomenda mudanças desde 2002, mas as recomendações não foram acolhidas.

“Não obstante o acompanhamento da situação do presídio Urso Branco, as recomendações determinadas pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos não estão sendo executadas a contento”, ressalvou o procurador-geral da República. O presidente do Supremo, ministro Gilmar Mendes, analisará o pedido.

IF 5.129

Revista Consultor Jurídico, 9 de outubro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

3 comentários

Naquele 'fim de mundo' pensam alguns, o que faz...

futuka (Consultor)

Naquele 'fim de mundo' pensam alguns, o que fazer. Se não fosse o espírito de solidariedade e patriotismo de muitos, não sei o que seria daquelas terras nortistas. "SÓ PRÁ CONSTAR": - Bem, por lá continua sendo o Brasil!

ESTÁ AÍ UMA MEDIDA INÚTIL - JÁ PEDIRAM DEZENAS ...

Luiz Fernando (Estudante de Direito)

ESTÁ AÍ UMA MEDIDA INÚTIL - JÁ PEDIRAM DEZENAS DE INTERVENÇÕES NOS ESTADOS, POR RAZÕES DIVERSAS, E J A M A I S UMA DELAS FOI DEFERIDA E NEM SERÁ. É um faz-de-conta que deveria ser abolido. Juízes, procuradores, advogados, ministros do STF, todos envolvidos numa coisa que TODOS SABEM, de antemão, que será indeferida. E reclamam da morosidade da justiça, vendo que perdem tempo e enganam o povo com essas coisas.

estão censurados os comentários sobre a propaga...

Marcelo Lima (Professor Universitário)

estão censurados os comentários sobre a propaganda do curso do Gilmar Mendes?

Comentários encerrados em 17/10/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.