Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Papel cumprido

Tropas federais não atuarão no Rio no segundo turno

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu, nesta terça-feira (7/10), que a Força Federal não vai atuar no segundo turno das eleições do Rio de Janeiro. Segundo o presidente do TSE, Carlos Britto, a conclusão se deu depois de conversas com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, com o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), com o almirante responsável pelas tropas, Prado Maia, e com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Alberto Motta Moraes.

Britto chegou a manifestar intenção de prorrogar a presença das tropas, mas depois verificou que, como a eleição do próximo dia 26 é apenas para o cargo de prefeito, não há necessidade de reforço da segurança.

O ministro destacou, no entanto, que o TSE pode autorizar novamente o envio da Força Federal se o quadro atual mudar e indicar uma perturbação do processo eleitoral. "Ficaremos todos de sobreaviso, em estado de alerta e a qualquer momento, se houver necessidade, uma nova decisão poderá ser tomada", afirmou.

Os demais ministros concordaram ao observarem que foi uma decisão acertada do TSE de enviar a força para a cidade.

Revista Consultor Jurídico, 8 de outubro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/10/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.