Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Recorde de apuração

Eleições deste ano tiveram apuração mais rápida da história

A apuração e a divulgação dos resultados das eleições ocorridas neste domingo (5/10) foram as mais rápidas da história do país. Os números finais foram divulgados às 13h19 desta segunda-feira (6/10), dia seguinte ao das votações. A conquista foi comemorada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Carlos Britto.

Segundo o ministro, o tribunal concluiu a apuração do resultado das eleições de 2004 apenas dois dias depois das votações. Nas eleições presidenciais de 2006, o resultado saiu às 14h55 do dia seguinte. Britto garantiu que, nessas eleições, o uso de cédulas manuais nas seções eleitorais foi o menor já registrado.

Dos 128,8 milhões de eleitores habilitados em todo o Brasil, 85,46% foi às urnas neste domingo durante o primeiro turno das eleições municipais. Do total de votos, 90,18% foram válidos, 7,04%, nulos e 2,76%, em branco. Em 2004, a porcentagem de participação foi de 85,81%.

Os estados que tiveram maior índice de comparecimento foram Santa Catarina, com 89%, Rio Grande do Norte, com 88,34%, Rio Grande do Sul, com 87,32%, e Sergipe, com 86,80%. Os eleitores menos participativos foram os de Rondônia, com 17,59% de abstenções, do Acre, com 17,32%, do Pará, com 16,73%, e do Maranhão, com 16,69%.

O maior número de votos válidos foi dado no Amapá (95,61%), em Santa Catarina (93,43%), no Mato Grosso do Sul (93,41%) e no Amazonas (93,08%). Votos nulos tiveram as maiores porcentagens no Rio de Janeiro (9,87%), no Piauí (9,60%), na Bahia (9,40%) e em Alagoas (8,57%). Os votos em branco ultrapassaram a marca de 3% no Rio de Janeiro (3,95%), em São Paulo (3,71%), no Rio Grande do Sul (3,58%) e em Pernambuco (3,18%). Em todos os outros estados, a porcentagem foi menor do que 3%. Amapá, Amazonas e Tocantins tiveram o menor índice de votos em branco, com marcas de 0,96%, 1,13% e 1,08%, respectivamente.

O presidente do TSE ressaltou o aumento do número de cargos políticos ocupados por mulheres. Elas foram eleitas prefeitas, já no primeiro turno, em 9,16% dos municípios. Nas eleições municipais anteriores, o sucesso feminino se deu em 7,32% das prefeituras. Em 2000, essa porcentagem foi de 5,72%. Já nas câmaras municipais, o percentual de presença feminina caiu de 12,64%, em 2004, para 12,51%, em 2008. No total, foram eleitos 4.986 prefeitos homens e 498 mulheres. Ainda 79 cidades aguardam a decisão no segundo turno. Para vereador, foram eleitos 45.396 homens e 6.491 mulheres.

Revista Consultor Jurídico, 7 de outubro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

2 comentários

Correção: Factoide = CESAR EPITACIO MAIA

Luiz P. Carlos (((ô''ô))) (Comerciante)

Correção: Factoide = CESAR EPITACIO MAIA

As eleições deste ano confirmaram que o Brasil ...

Luiz P. Carlos (((ô''ô))) (Comerciante)

As eleições deste ano confirmaram que o Brasil acabou com o ESTADO DEMOCRATICO DE DIREITO, não ha mais recursos pacificos. O eleitor é um mero palhaço na mão dessa corja, liderada pelo PODRE PODER JUDICIARIO. 1 - Na lista de doadores quem mais deu dinheiro a todos, indpendente de afinidade e fidelidade partidária, o acionista majoritaria do Pedágio Urbano da Linha Amarela, atualmente o maior esquema de arrecadação fraudulenta e extorsivo, tendo como coniventes o MPRJ, TJRJ, TCM, ALERJ. A Construtora OAS literalmente comprou a conciencia política e garantiu o silencio Juridico do meu Estado. 2 - O MOLON/PT se junta com o candidado do DEM Eduardo Paez, numa armação do Factoide Mais de fazer inveja, fez a população acreditar que sua candidata é Solange, empurrou os votos para seu principal afilhado politico que se finge de oposição, e o Gabreira recebe o nocivo apoio para consolidar a vitoria de Paez. O factoide é o mestre do articulismo !

Comentários encerrados em 15/10/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.