Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Toque de recolher

Promotores brigam devido a toque de recolher imposto por juiz

Os promotores Marinho Mendes Machado, da cidade de Guarabira (AL) e Wilde Saraiva, da cidade vizinha Alagoa Grande, entraram em rota de colisão depois que o juiz da 10ª Zona Eleitoral de Guarabira, Bruno César, decretou toque de recolher na cidade na noite de sábado (4/10).

Segundo a Agência Estado, Machado, que é a favor da decisão judicial, deparou-se no meio da rua com o colega, que discordou do toque de recolher. Wilde chegou a dar um soco em Machado e instigou as pessoas a se armarem para não cumprir a decisão judicial.

O bate-boca e as ameaças foram gravados por repórteres de emissoras de rádio de Guarabira. Diante de uma delegada da Polícia Civil, Wilde disse que pegaria Machado "até dentro da Igreja". Segundo ele, quem mexe com a família Saraiva "enfrenta as conseqüências até o derramamento de sangue". A briga só foi contida com a intervenção de policias.

Polêmica eleitoral

A juíza Hygina Bezerra também determinou toque de recolher a moradores de cinco cidades da Paraíba. Na determinação judicial, a juíza afirma que o motivo da decisão está relacionado à "prática de crimes com violência em razão das eleições". Outra justificativa para a decisão radical é evitar a compra de votos na região.

De acordo com a decisão judicial, os moradores de Monteiro, Camalaú, Zabelê, São João do Tigre e São Sebastião do Umbuzeiro deveriam, após as 22h, "permanecer recolhidos em suas residências, exceto em caso fortuito, de força maior ou de enfermidade".

Segundo o jornal Vitrine do Cariri, a determinação começou a valer a partir da sexta-feira (3/10). A decisão teria sido tomada depois que houve troca de tiros, tentativas de invasões de comitês, macumba e crimes eleitorais na região. De acordo com a notícia, bares, restaurantes e similares só poderão voltar a funcionar a partir das 18h deste domingo (5/10).

Revista Consultor Jurídico, 5 de outubro de 2008, 16h51

Comentários de leitores

12 comentários

Minha monografia foi sobre direito de ir e vir....

Naldo (Bacharel - Criminal)

Minha monografia foi sobre direito de ir e vir. "Toque de recolher" DITADURA !!! PORTARIA INCONSTITUCIONAL me coloco na situação desse promotor (saraiva). que maus momentos ele passou. conhecerdor do direito e ser desrespeitado por um também promotor acompanhado de um juiz que deveriam defender a sociedade. PREDEM O POVO EM SUAS PROPRIAS CASAS!!!! PS:faria até coisa pior. PARA LUTAR pela MINHA LIBERDADE!!! ASSEGURADA pela CONSTITUIÇÃO FEDERAL!!! graças a deus aqui em rondônia não existe isso.

Gostaria de retrucar os comentários preconceitu...

MARCIAL (Advogado Autônomo)

Gostaria de retrucar os comentários preconceituosos feitos pelos colegas (?), o Srs. Cananéles e 'Ticão', com relação ao meu Estado, a Paraíba. Primeiramente devo lembrar aos colegas que a PB não é único Estado de nossa Federação a ser agraciado com cenas desta natureza, ou os senhores esqueceram de que Promotores da parte mais ao Sul do País já foram, inclusive, processados e condenados por crimes maiores, por exemplo, assassinato?? Ou os senhores esqueceram de todos os escândalos mais recentes de nossa história jurídica nacional, especialmente àqueles oriundos da Operaçao Themis?? Acredito que sim, pois, com idéias tão preconceituosas e 'chinfrins' seria demais exigir memória e um pouco de intelecto dos colegas. Por fim, devo ainda lembrar ao Sr. Ticão (!?) que a obra literária de Sucupira, em verdade, remetia a outra região - embora ambientada no NE -, digamos, noutro planalto, mais ao centro de nosso País. Abraço a todos, e obrigado pela oportunidade.

Em verdade devo concordar com os colegas e faze...

MARCIAL (Advogado Autônomo)

Em verdade devo concordar com os colegas e fazer côro contra essa verdadeira aberração jurídica perpetrada pelo Judiciário. Toque de recolher em plena 'festa democrática'!? É surreal! e o pior é que verificamos isto exatamente no mesmo dia em que a Constituição Federal completa seus 20 anos. Creio que nao seria demais lembrar a este(a) Magistrado(a)o art. 5º, XV e XVI da CF. Será que aquela portaria revogou o dito artigo?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 13/10/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.