Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fim do papel

CNJ atinge a marca de 7 mil processos eletrônicos

O Conselho Nacional de Justiça atingiu na quinta-feira (20/11) a marca de sete mil processos eletrônicos. Desse total, mil ingressaram nos últimos 40 dias. A informatização dos processos começou com a instalação do E-CNJ, no dia 2 de fevereiro de 2007.

O acesso ao sistema é feito através do link “Processo Eletrônico”, no site do CNJ ( www.cnj.jus.br).

Para o diretor do Departamento de Tecnologia da Informação do CNJ, Declieux Dias Dantas, “o número representa o alcance da informatização do Judiciário, meta que vem sendo estimulada pelo CNJ”.

Outro projeto do Conselho é o sistema Processo Digital Judicial (Projudi), implantado em tribunais de 19 estados. “Com o Projudi, é significativa a redução do uso de papel pela Justiça, além da contribuição para a celeridade do Judiciário", completou Dantas.

Revista Consultor Jurídico, 23 de novembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

A iniciativa de disponibilizar na internet para...

Pinheiro (Funcionário público)

A iniciativa de disponibilizar na internet para o público os autos é correta porque cumpre o princípio da publicidade dos atos da administração pública. O sistema de busca do CNJ é ruim. É preciso digitar o número do processo ou o nome da parte para ter acesso aos autos. Um estudante que não esteja procurando nenhum processo específico, mas só queira aprender mais sobre o CNJ, lendo autos aletoriamente, se beneficiaria de uma lista de todos os processos.

Comentários encerrados em 01/12/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.