Consultor Jurídico

Notícias

De pai para filho

Pagar indenização por abandono afetivo só piora a relação

Comentários de leitores

4 comentários

E A MÃE QUE DEPOIS DOS MAUS TRATOS DESFERIDOS P...

Eduardo (Industrial)

E A MÃE QUE DEPOIS DOS MAUS TRATOS DESFERIDOS PELO PADASTO AOS SEUS DIS FILHOS SEM SEQUER CONTESTAR POIS DEPENDE FINANCEIRAMETE DO MESMO E DA PENSÃO DOS FILHOS.ESSE PAPO DE PENSAÕ SÓ CONTRIBUI PARA FABRICA DE VAGABUNDAS QUE USAM O DINHEIRO DOS FILHOS PARA LUZ AGUA TELEFONE E PÕE OS FILHOS EM ESCOLAS PUBLICAS,NADA CONTRA MAS A PENSÃO É DOS FILHOS E NÃO DESPEZAS DO LAR OS FILHOS EVERIAM FICAR COM QUEM TRABALHA OU SE PAI E MÃE TRABALHA AI SIM ENTRARIAM NUM ACORDO.70% DAS MÃES USAM OS RECURSOS DOS FILHOS PARA DESPEZAS DO LAR E QUANDO SE OLHA PARA O VESUARIO D MENOR SE VÊ É UMA ROUPA DESCUSTURADA E UM CHINELO VELHO, HAAAAAAAAA MAS O PAI NEM PODE PENSER EM CONTESTAR POIS A MAIORIA DAS JUIZAS VÊEM ISSO COMO SE O PAI SÓ ESTIVESSE PREOCUPADO COM O DINHEIRO,OLHEM UM POUCO MAIS PARA ESSES CASOS,RECONHEÇO QUE NÃO SÃO TODOS,MAS TEM UM MONTE DE MÃES DESPOTA POR AÍ.

O Estado é que deveria arcar com estes custos d...

avante brasil (Outros)

O Estado é que deveria arcar com estes custos de indenização.O descaso com pessoas idosas e às vezes doentes, impostos mais altos do mundo, aposentadorias (INSS) e funcionários públicos com grandes defasagens salariais, etc.Quanto ao "menor" é bom pensar que para se fortalecer na vida, o trabalho seria uma boa oportunidade.

Boa decisão. Imagine só, agora pretendem modifi...

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Boa decisão. Imagine só, agora pretendem modificar juridicamente, ou melhor, judicialmente, a natureza do amor. Então, quem não conseguir encontrar elementos de afinidade capazes de fazer brotar espontaneamente o afeto por um filho, ou se por algum motivo surgirem diferenças que afastam e até eliminam o afeto, tal como acontece entre namorados, casais, e também pode acontecer entre pais e filhos, por mais que essa realidade repugne alguns espíritos, deverá fingir um grande afeto para não sofrer no bolso. Só mesmo as mentes mais tacanhas e bizarras podem pretender tamanhos desatinos. Será que não param para refletir sobre a natureza das coisas? (a) Sérgio Niemeyer Advogado – Diretor do Depto. de Prerrogativas da FADESP - Federação das Associações dos Advogados do Estado de São Paulo – Mestre em Direito pela USP – Professor de Direito – Palestrante – Parecerista – sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

Esse negócio de filhos processando pais por aba...

Alex Wolf (Estudante de Direito)

Esse negócio de filhos processando pais por abandono, é só "lero-lero" para arrancar uns trocados a mais. Só fazem isso quando o pai tem dinheiro. Vão trabalhar e se fazer na vida, vadios.

Comentar

Comentários encerrados em 25/11/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.