Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Idéias para a Justiça

V Prêmio Innovare decide ganhadores nesta sexta-feira

Sai nesta sexta-feira (14/11) o vencedor do V Prêmio Innovare, que prestigia operadores do Direito que se destacaram com práticas inovadoras na Justiça. A comissão julgadora do prêmio se reúne para escolher os ganhadores nas categorias de juiz individual, tribunal, Ministério Público, Defensoria Pública e advocacia.

O tema desta edição é Justiça para Todos: Democratização do Acesso à Justiça e Meios Alternativos de Resolução de Conflitos. Os ganhadores de cada categoria receberão premiações de R$ 50 mil cada um.

A premiação é promovida pelo Instituto Innovare e tem o apoio do Ministério da Justiça — pela Secretaria de Reforma do Judiciário —, da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), da Associação dos Defensores Públicos (Anadep), da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e da Vale.

Participam da comissão julgadora desta edição o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal; os ministros Nancy Andrighie Luiz Fux, do Superior Tribunal de Justiça; o ministro Ives Gandra Martins Filho, do Tribunal Superior do Trabalho; o ministro José Antônio Dias Toffoli, da Advocacia-Geral da União; o ex-ministro do STF Sepúlveda Pertence; os advogados Aristides Junqueira, Marcelo Lavenére, João Geraldo Piquet Carneiro, também presidente do Instituto Helio Beltrão; Maria Tereza Sadek, pesquisadora do Centro Brasileiro de Estudos e Pesquisas Judiciais; o professor Cândido Dinamarco; o desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro Thiago Ribas; a defensora pública do Rio Grande do Sul Adriana Burger e o jornalista e empresário Roberto Irineu Marinho, presidente das Organizações Globo.

Os prêmios serão entregues em cerimônia marcada para dezembro. As melhores práticas entrarão para a coleção de livros A Reforma Silenciosa da Justiça”, que já conta com relatos das primeiras quatro edições do prêmio.

Revista Consultor Jurídico, 14 de novembro de 2008, 15h08

Comentários de leitores

1 comentário

O problema é saber em que lugar devem ser apres...

analucia (Bacharel - Família)

O problema é saber em que lugar devem ser apresentadas as brilhantes iniciativas da advocacia pública, se devem ser apresentadas na advocacia ou na defensoria, pois esta também é advocacia social estatal.

Comentários encerrados em 22/11/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.