Consultor Jurídico

Artigos

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Imposto e comissão

É melhor que representante comercial atue como sociedade limitada

Por 

A legislação permite que a representação comercial seja exercida por pessoa física ou jurídica. Na representação comercial exercida por pessoa física, o IRRF incidente sobre as comissões é calculado mediante a aplicação da tabela progressiva mensal.

Além do IRRF, a fonte pagadora deve reter o INSS na alíquota de 11%, observado o limite da tabela de descontos do INSS, que, em outubro de 2008, é de R$ 334,29. Já a fonte pagadora deve pagar o INSS patronal na alíquota de 20% do total das comissões do representante. Na representação comercial exercida por pessoa jurídica, na forma de sociedade limitada, o IRRF incidente sobre as comissões é de 1,5%.

Na representação comercial exercida por pessoa jurídica, na forma de empresário (antiga firma individual), o representante é considerado autônomo e equiparado a pessoa física perante a Receita Federal, independentemente de estar inscrito no CNPJ e registrado na Junta Comercial do Estado. Esta regra é aplicada quando a representação comercial é exercida por conta de terceiros.

Nessa hipótese (representante comercial empresário), o IRRF incidente sobre as comissões também é calculado mediante a aplicação da tabela progressiva mensal. Além disso, há o risco de a Receita Federal exigir da representada o recolhimento do INSS na alíquota de 20% do total das comissões, e a retenção do INSS, na alíquota de 11%, da parte do representante.

O representante comercial, sociedade limitada ou empresário, não pode optar pelo regime de tributação do Simples, devido à vedação imposta pela Lei Complementar 123/2006. Em qualquer situação, a obrigação pela retenção do imposto é da fonte pagadora. Importante ressaltar que o IRRF sobre a indenização de 1/12, usualmente paga ao representante de forma conjunta com as comissões, será, sempre, de 15%.

Conclui-se, com essas considerações, ser mais vantajoso, tanto para a representada quanto para o representante, que o representante comercial exerça sua atividade como sociedade limitada.

A seguir, apresentamos tabela comparativa da tributação do IRRF incidente nas três situações descritas.


Sociedade. Limitada

Empresário

Pessoa Física

Comissões

10.000,00

10.000,00

10.000,00

IRRF

1,5%

Tabela progressiva

Tabela progressiva

IRRF

150,00

2.201,18

2.109,25*

Líquido do representante

9.850,00

7.798,82

7.556,46


*Abatida a contribuição do INSS

 é contador e MBA em Controladoria e Finanças.

Revista Consultor Jurídico, 8 de novembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

É importante não se criar a ilusão de que o uni...

Milena (Advogado Autônomo - Tributária)

É importante não se criar a ilusão de que o unico tributo a ser pago pela pessoa jurídica seja o IRRF. Isto porque deverá ser incluso o PIS, COFINS, CSLL e a diferença do IRPJ.

Comentários encerrados em 16/11/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.