Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Contas públicas

CNMP recomenda combate à redução artificial de gasto pessoal

O Conselho Nacional do Ministério Público editou recomendação aos chefes dos ministérios públicos da União e dos estados para que combatam atos que visam burlar os limites legais de despesa com pessoal. O CNMP aconselha os MPs a usarem todos os meios judiciais e extrajudiciais para invalidar atos que propiciam a redução de receita corrente que resulta na diminuição artificial do valor de despesa total de pessoal nas repartições.

A discussão sobre a necessidade da recomendação surgiu a partir de representação formulada pelo procurador regional Oswaldo José Barbosa Silva. De acordo com ele, unidades do Ministério Público estariam utilizando metodologias diversas com o intuito de calcular por baixo o montante da receita corrente líquida, que é o principal parâmetro usado na avaliação do cumprimento dos limites fixados para gastos com pessoal.

Segundo o conselheiro Cláudio Barros, relator, “faz-se necessário alertar os Ministérios Públicos dos estados e União, para que tomem providências no sentido de evitar a ocorrência de tais práticas”. O conselheiro salientou ainda, em seu voto, o papel do CNMP no “controle da atuação administrativa e financeira do Ministério Público e na observância dos princípios constitucionais referentes à administração pública”.

Processo 735/2008-07

Revista Consultor Jurídico, 7 de novembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

é preciso reduzir os altos custos dos órgáos ju...

analucia (Bacharel - Família)

é preciso reduzir os altos custos dos órgáos jurídicos, pois apenas reclamam de uma suposta falta de recursos, mas náo apresentam resultados eficientes, pois atuam com há cem anos.

Comentários encerrados em 15/11/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.