Consultor Jurídico

Comentários de leitores

12 comentários

Ainda tem pessoas ou patrão que agem dessa form...

Murassawa (Advogado Autônomo)

Ainda tem pessoas ou patrão que agem dessa forma nesse País,´isto é se podem chamar de gente. Só pode ter partido de pessoa com mente deformada essa prática.

Um indenização dessa é um PRESENTE. Para as emp...

Luiz Carlos (Advogado Autônomo)

Um indenização dessa é um PRESENTE. Para as empresas.

"viva a privatizaçao " !!!!

veritas (Outros)

"viva a privatizaçao " !!!!

Telemar S/A é condenada a pagar R$ 300 mil por ...

veritas (Outros)

Telemar S/A é condenada a pagar R$ 300 mil por danos sociais impostos à coletividade Sentença do juiz do Trabalho do TRT/RJ, Fábio Rodrigues, determina que o valor da indenização seja revertido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador "De acordo com o magistrado, o reclamante tinha como atividade ampliar e reparar a rede de telefonia utilizada pela concessionária, o que tornava viável a realização dos serviços exigidos pelo poder concedente. –O que verifico neste caso concreto é mais uma das inúmeras situações em que esta pessoa jurídica é pega descumprindo diversos direitos fundamentais do trabalhador, bem como tentando legitimar uma terceirização fraudulenta com uma cooperativa que, de tão invisível, sequer compareceu a esta relação processual – afirmou." http://www.trtrio.gov.br/Comunicacao/noticias /TELEMAR18.htm

24/08/2006 Telemar é condenada em R$ 1,5 milhã...

veritas (Outros)

24/08/2006 Telemar é condenada em R$ 1,5 milhão por trabalho degradante em terceirizada no Rio de Janeiro A Telemar foi condenada a pagar indenização de R$ 1,5 milhão a título de dano moral coletivo por condições degradantes de trabalho. http://www.pgt.mpt.gov.br/pgtgc /publicacao/engine.wsp?tmp.area=267&tmp. texto=1616&tmp.area_anterior=44&tmp.argumento_pesquisa =telemar 19/04/2005 12:00 Acordo entre MPT e Telemar assegura R$ 1,3 milhão em direitos Acordo firmado entre o Ministério Público do Trabalho no Piauí e a Telemar estabeleceu que a companhia telefônica registrará como seus empregados um grupo de 168 pessoas contratadas como estagiárias e terceirizadas em unidades da empresa em Teresina. Todos vão receber direitos trabalhistas negados por fraude na relação de emprego. www.pgt.mpt.gov.br/pgtgc/publicacao /engine.wsp?tmp.area=271&tmp.texto =4364&tmp.area_anterior=44&tmp.argumento_pesquisa =telemar

Além disso a funcionaria não tem que sair do em...

veritas (Outros)

Além disso a funcionaria não tem que sair do emprego e sim a empresa tem que se adequar . E por fim o valor é aviltante. Por isso que a justiça esta abarrotada valores neste patamar apenas incentivam a transgressão.

Quatro mil reais é pouco, muito pouco. Ela não ...

João M. (Estagiário - Criminal)

Quatro mil reais é pouco, muito pouco. Ela não mercecia ficar milionária com a indenização, mas esse valor é ínfimo. Além disso, a empregadora não vai se sentir nem um pouco constrangida em continuar obrigando seus funcinários a adotar condutas parecidas.

"Ué, pq ela não saiu da empresa ?" Por estes...

veritas (Outros)

"Ué, pq ela não saiu da empresa ?" Por estes motivos ; Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária; IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes: III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante; Art. 170 - A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observados os seguintes princípios: III - função social da propriedade;

4.000,00, que palhaçada!

Bob Esponja (Funcionário público)

4.000,00, que palhaçada!

Ué, pq ela não saiu da empresa ? Colocaram uma...

EduardoMartins (Outros)

Ué, pq ela não saiu da empresa ? Colocaram uma arma na cabeça dela pra se vestir de palhaço ? Rescisão indireta, pega os direitos e vai embora procurar outros ares. Queriam o q ? Que ela se aposentasse com isso ? Que ganhasse o valor de uma cobertura na Barra ?

Concordo plenamente com a opinião do colega aci...

Ana C. Martinhago (Advogado Assalariado)

Concordo plenamente com a opinião do colega acima. A verdadeira palhaçada é o valor da indenização. Qual intuito punitivo que tem essa multa para a empresa? Nenhum!! Desnatura completamente os fundamentos da responsabilidade, uma vez que não basta só reparar (se é que há como reparar) a vítima, mas também punir a empresa para que condutas como essa não se repitam. É lamentável...

Essa é a INDÚSTRIA DE LESAR O CIDADÃO, COM O "A...

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Essa é a INDÚSTRIA DE LESAR O CIDADÃO, COM O "APOIO" DO JUDICIÁRIO. Com o RIDÍCULO valor condenatório de R$ 4.000,00, o TRT3 "vestiu" todos com fantasia de PALHAÇO. Que tal eu dar 4 mil para cada Desembargador que julgou para irem trabalhar no TRT3, durante meses, vestidos de PALHAÇOS. Acho que eles iriam aceitar não é? Afinal eles acham correto condenar a empresa em 4 mil reais. Carlos Rodrigues

Comentar

Comentários encerrados em 8/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.