Consultor Jurídico

Passo da desobediência

Câmara sinaliza que não vai cumprir cassação de deputado infiel

Retornar ao texto

Comentários de leitores

5 comentários

Como seria bom eleições públicas no Judic. Lega...

caiubi (Outros)

Como seria bom eleições públicas no Judic. Legal, a bandidada iria tomar conta; só o louco ou idiota acreditaria nisso como solução dos poucos probl. no Jud. Divulguem certidão negativa, de cada representante eleito pelo voto popular. Honestamente o povo não sabe mesmo votar, ainda é vítima da mídia, e tem gente querendo abocanhar um pedaçõ no Judic. pelos mesmos caminhos em nome da democracia. Tenha dó, vá estudar.

Data venia e sem o escopo de ofender quem quer ...

Comentarista (Outros)

Data venia e sem o escopo de ofender quem quer que seja e tampouco generalizar, certo é que, quanto à "pureza" dos poderes da república, mesmo proporcionalmente, é impossível crer que o judiciário seja mais "depurado" - moral ou éticamente - que o executivo ou o judiciário. Por outro lado, é público e notório que a legitimidade do nosso judiciário é, sim, infinitamente inferior que os outros dois poderes, motivado, entre outras, pela não participação popular na escolha de seus integrantes. Um prova disso? A última grande pesquisa popular a respeito do assunto, em que a esmagadora maioria dos entrevistados considerou o nosso judiciário como o poder menos confiável da república, infelizmente... E é bom lembrarmos que, de "menos confiável" para "dispensável" há uma tênue e frágil linha de separação... Um grande abraço a todos.

Paulo Jorge Andrade Trinchão Acredito também q...

Edmundo (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Paulo Jorge Andrade Trinchão Acredito também que, em São Paulo, tem muitos médicos que são filhos de médicos; muitos engenheiros que são filhos de engenheiros; muitos advogados que são filhos de advogados, e por aí afora. Desde pequenos, os filhos escutam os pais conversando com suas esposas sobre suas profissões e é aí que começa o gosto por elas. Nas bancas de concurso, da Magistratura, do Ministério Público e demais, sempre há um representante da Ordem dos Advogados do Brasil que, por certo, inibiria um mau candidato e, sendo em número inferior, não o conseguindo, relataria os fatos para sua entidade que tomaria as providências necessárias para coibí-los. A quantidade de graves e sérias denúncias de corrupção e fisiologismo, na magistratura, por certo é em muito inferior, percentualmente, aquelas no âmbito do legislativo e executivo. Além de medidas legais, representações no âmbito das Corregedorias, agora também as há no âmbito do CNJ, tão propalado contrôle externo da Magistratura. Como advogado, bastião das liberdades e guerreiro contra as injustiças, saberás, melhor que qualquer um, quais as providências a serem tomadas.

Pera lá. O Poder Judiciário é por acaso mais de...

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

Pera lá. O Poder Judiciário é por acaso mais depurado do que os outros Poderes? À evidência que não o é, ademais com uma drástica diferença: enquanto os representantes dos Poderes Legislativo e Executivo são referendados nas urnas pelo cidadão e contribuinte e, portanto, sujeitos de serem impedidos, os juíze(super-homens das terras tupiniquins) se submetem unicamente a concursos público, os quais, vira e mexe são acometidos de graves e sérias denúncias de corrupção e fisiologismo. Aqui, em São Paulo, v.g., o que tem de juízes filho de juízes, é alguma coisa descomunal. Nem o papai noel acredita que o Brasil é de fato um país SÉRIO! Acordemos para sobreviver GENTE, OLHA O BEIJA-BRASIL AÍ!

A Justiça sempre desrespeitada por autoridades ...

Zito (Consultor)

A Justiça sempre desrespeitada por autoridades da ilegalidade. Salve a IMPUNIDADE.

Comentar

Comentários encerrados em 5/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.