Consultor Jurídico

Notícias

Crise da VarigLog

Volo pede na Justiça poder de indicar administrador da VarigLog

A Volo Logistics LLC, empresa do fundo americano MatlinPatterson, quer poder indicar os administradores da VarigLog. Por isso, recorreu ao Tribunal de Justiça de São Paulo contra parte da decisão do juiz José Paulo Magano, da 17ª Vara Cível de São Paulo, que afastou, por má-gestão e desvio de recursos, os três administradores brasileiros da companhia — Marco Antônio Audi, Marcos Michel Haftel e Luiz Eduardo Gallo.

O afastamento dos empresários foi feito a pedido da própria Volo, mas o juiz não permitiu que a empresa escolhesse os novos gestores. O recurso impetrado nesta segunda-feira (24/3) no TJ paulista — no qual a Volo requer o direito de indicar os administradores — é assinado pelos advogados Arruda Alvim e Nelson Nery Júnior e deve ser apreciado pelo desembargador Natan Zelinck, da 7ª Câmara de Direito Privado do tribunal paulista.

Este é apenas mais um capítulo da cerrada disputa pelo controle da VarigLog. De um lado, os sócios brasileiros, Marco Antônio Audi, Marcos Michel Haftel e Luiz Eduardo Gallo pleiteiam a exclusão da Volo Logistics LLC da sociedade. De outro lado, a Volo — dona da integralidade do capital que ressuscitou a empresa — pede a exclusão dos sócios brasileiros.

O pedido de liminar dos sócios brasileiros, para continuarem à frente da VarigLog, foi negado pelo juiz José Paulo Magano, que destacou que eles não tinham lastro econômico para participar da sociedade. Já o pedido da Volo Logistics LLC foi acolhido em parte pelo juiz para destituir os sócios brasileiros da gestão da VarigLog por suspeita de má-gestão e desvio de recursos.

Na ocasião, no entanto, o juiz não permitiu que a administração fosse feita diretamente por pessoas ligadas ao fundo, nomeando o administrador judicial José Carlos Rocha Lima. Os relatórios apresentados pelo administrador judicial José Carlos Rocha Lima — nomeado no início de março, mas já afastado — dão conta de que os sócios brasileiros teriam efetuado pagamento de quantias milionárias para escritórios e advocacia e outras empresas que, segundo a Volo Logistis LLC, estão relacionadas ao sócio Marco Antônio Audi.

O juiz José Paulo Magano acolheu, então, novo pedido da Volo para afastar o administrador judicial José Carlos Rocha Lima. Nesta oportunidade, o juiz negou, mais uma vez, que o Fundo pudesse eleger três novos administradores. Os escolhidos foram Afredo Luiz Kugelmas, Luis Gaj e Oscar Spessoto.

A VarigLog permanece ameaçada de encerrar as suas atividades. A empresa, que já teve a maior frota cargueira do país e 50% do mercado de transporte aéreo de carga, aproximadamente, hoje tem as suas operações reduzidas. Também enfrenta problemas como suspensão de serviços e arresto de aviões por falta de pagamento a fornecedores e prestadores de serviços.

Revista Consultor Jurídico, 24 de março de 2008, 22h20

Comentários de leitores

4 comentários

Tiago 5:1 Eia agora, vós ricos, chorai e prante...

veritas (Outros)

Tiago 5:1 Eia agora, vós ricos, chorai e pranteai, por causa das desgraças que vos sobrevirão. Tiago 5:2 As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão roídas pela traça. Tiago 5:3 O vosso ouro e a vossa prata estão enferrujados; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e devorará as vossas carnes como fogo. Entesourastes para os últimos dias. Tiago 5:4 Eis que o salário que fraudulentamente retivestes aos trabalhadores que ceifaram os vossos campos clama, e os clamores dos ceifeiros têm chegado aos ouvidos do Senhor dos exércitos. Tiago 5:5Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes; cevastes os vossos corações no dia da matança. Tiago 5:6 Condenastes e matastes o justo; ele não vos resiste. Tiago 5:7 Portanto, irmãos, sede pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba as primeiras e as últimas chuvas. Tiago 5:8 Sede vós também pacientes; fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima.

Tiago 5:1 Eia agora, vós ricos, chorai e...

veritas (Outros)

Tiago 5:1 Eia agora, vós ricos, chorai e pranteai, por causa das desgraças que vos sobrevirão. Tiago 5:2 As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão roídas pela traça. Tiago 5:3 O vosso ouro e a vossa prata estão enferrujados; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e devorará as vossas carnes como fogo. Entesourastes para os últimos dias. Tiago 5:4 Eis que o salário que fraudulentamente retivestes aos trabalhadores que ceifaram os vossos campos clama, e os clamores dos ceifeiros têm chegado aos ouvidos do Senhor dos exércitos. Tiago 5:5 Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes; cevastes os vossos corações no dia da matança. Tiago 5:6 Condenastes e matastes o justo; ele não vos resiste. Tiago 5:7 Portanto, irmãos, sede pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba as primeiras e as últimas chuvas. Tiago 5:8 Sede vós também pacientes; fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima.

01/11/2006 - 19h40 DECISÃO / Caso Varig 19h...

veritas (Outros)

01/11/2006 - 19h40 DECISÃO / Caso Varig 19h40 - 01/11/2006 Liminar suspende decisão que obrigava Varig a pagar trabalhadores estáveis Decisão suspensa A liminar concedida pelo ministro Pargendler sustou os efeitos de outra liminar concedida, a pedido do Ministério Público do Trabalho, em uma ação civil pública, pela 33ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. Aquela liminar determinava à Viação Aérea Riograndense (Varig), Aéreo Transportes Aéreos, Variglog Logística e Volo do Brasil “a conceder trabalho na forma originalmente mantida, bem como efetuar o pagamento da remuneração de todos os trabalhadores detentores de estabilidade (provisório ou definitiva), desde que não suspensos os respectivos contratos de trabalho”. http://www.stj.gov.br/portal_stj/publicacao/engine.wsp?tmp.area=398&tmp.texto=83127&tmp.area_anterior=44&tmp.argumento_pesquisa=variglog

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.