Consultor Jurídico

Visão feminina

Contraponto discute o papel da mulher na Justiça e na política

A desembargadora Maria Cristina Zucchi, primeira mulher a participar de uma sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo, e a doutora Maria Odete Duque Bertasi, primeira mulher a ocupar o cargo de presidente do IASP (Instituto dos Advogados de São Paulo), serão entrevistadas no Contraponto.

Com atividades e visões diferentes no universo jurídico, elas discutem temas como gravações nos presídios, escutas telefônicas, corrupção e o papel da mulher na justiça e na política moderna. Não escapam, porém, de assuntos pessoais, revelando — e até exibindo — surpreendentes talentos culinários e musicais.

O Contraponto estará na TV nos seguintes horários: segunda-feira (17/3), às 20h — TV Justiça; terça-feira (18/3), às 9h — TV Justiça; quinta-feira (20/3), às 22h30 — TV Aberta de São Paulo e sábado (22/3), às 12h30 — TV Justiça.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 16 de março de 2008, 11h21

Comentários de leitores

1 comentário

A presença da Ministra Ellen Gracie na presidên...

Luiz Guilherme Marques (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

A presença da Ministra Ellen Gracie na presidência do STF é uma exceção quando se trata de Tribunais. O fato de pouquíssimas mulheres serem presidentes de Tribunais é o resultado de pouquíssimas delas serem Desembargadoras e Ministras, além de que, quando o são, geralmente, não integram a porção mais antiga desses órgãos. Geralmente, as escolhas dos presidentes são feitas pelo critério de antiguidade, o que, diga-se de passagem, é muito ruim para elas e impede que muitos excelentes profissionais assumam esses cargos. Infelizmente, elas vão demorar ainda um bom tempo para ocuparem as posições que merecem. Em termos de Ministério Público, a situação é semelhante a essa. Tratando-se da OAB Federal as oportunidades também são remotas.

Comentários encerrados em 24/03/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.