Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Segurança pública

PF prende em flagrante ex-chefe da Polícia Civil do Rio

A Polícia Federal prendeu em flagrante, na manhã desta quinta-feira (29/5) no Rio de Janeiro, o deputado estadual Álvaro Lins (PMDB-RJ). Ele é acusado de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha armada, corrupção passiva e facilitação ao contrabando. Álvaro Lins foi chefe da Polícia Civil do governo Anthony Garotinho e de Rosinha Matheus Garotinho.

No caso da lavagem de dinheiro, a acusação é de crime permanente, uma vez que há a suspeita de o imóvel em que o acusado mora ter sido comprado com dinheiro de corrupção.Por ser parlamentar, a única forma de prisão é em flagrante delito. O Superior Tribunal de Justiça tem entendimento firmado no sentido de que crime permanente permite flagrante a qualquer tempo. Para a PF, o dinheiro seria proveniente de dinheiro recebido ilicitamente enquanto chefiava a Polícia Civil.

Agentes da PF cumpriram mandados de busca e apreensão na casa do ex-governador Anthony Garotinho, em Campos, bem como no bairro da Lapa e em Laranjeiras, no Rio. Os policiais levaram um laptop de Garotinho. Três equipes da PF, chefiadas por delegado do setor de Inteligência participaram das diligências que duraram duas horas.

Na casa de Álvaro Lins, em Copacabana, os agentes apreenderam documentos e celular. Ao jornal O Globo, o advogado dele, Harrina Araújo, disse que o deputado está tranqüilo porque sabe da sua inocência. E que não tem detalhes sobre o mandado de prisão.

Revista Consultor Jurídico, 29 de maio de 2008, 10h09

Comentários de leitores

5 comentários

Dentro da lamentavel realidade bras...

hammer eduardo (Consultor)

Dentro da lamentavel realidade brasileira , podemos tranquilamente considerar aberta a bolsa de apostas no quesito : "-quantas HORAS o clone de segunda do Marconi Ferraço vai ficar mesmo em cana?" Os boatos de "estripulias" envolvendo o então secretario ja são bem velhinhos mas como via de regra a nossa Justiça(???) só consegue andar atras do carro do Barrichelo , aqui estamos Nós outra vez. Os des-governos seguidos da "famiglia" garotinho foram uma desgraça somada para o estado do Rio de Janeiro, a bandidagem cresceu bastante e a contravenção vai cada vez melhor obrigado! Para se ter uma ideia , é quase IMPOSSIVEL entrar em qualquer boteco no Rio em que não existam estas maquininhas malditas para depenar os cada vez mais miseraveis. A nossa Justiça(????) ja deveria ter se definido de forma clara bem la atras com relação a elas, se ilegais , tinham que ser moidas ali mesmo , nada de levar para depositos em que depois são silenciosamente retiradas voltando na escuridão para outro boteco. Como a prisão do alvaro "marconi" lins foi efetuada pela Federal , PODE SER que demore um pouco mais a ir para a rua com a sua arrogancia historica bufando que "não é nada disso , meus advogados vão esclarecer tudo , sou gente boa etc etc" , igualzinho a um outro elemento paulista de origem arabe que usa oculos grossos e sempre é acusado injustamente.......... Pobre Brasil que tenta encarcerar bandidos "high tech" com uma legislação da decada de 40 e um aparelho policial podre de cima em baixo. Deixar rato investigando rato da nisso , é um cruzamento sem fim de longas caudas de culpa. Ate quando?

Escelentiçimo Sinhô Dotô Adevogado Carlos Rubed...

João (Outros)

Escelentiçimo Sinhô Dotô Adevogado Carlos Rubedns Generoso: Ainda vale o escrito. Logo, o senhor pode perquerir. Todavia, o pai dos burros nos ensina que devemos perquirir. Espero que seus clientes não perquiram acerca das suas investidas aqui no CONJUR, sob pena de desistirem da defesa que sua vossa eswcelênsia vem patrocinando. Olhar Morto. Saudades da senhora.......

Escelentiçimo Sinhô Dotô Adevogado Carlos Rubed...

João (Outros)

Escelentiçimo Sinhô Dotô Adevogado Carlos Rubedns Generoso: Ainda vale o escrito. Logo, o senhor pode perquerir. Todavia, o pai dos burros nos ensina que devemos perquirir. Espero que seus clientes não perquiram acerca das suas investidas aqui no CONJUR, sob pena de desistirem da defesa que sua vossa eswcelênsia vem patrocinando. Olhar Morto. Saudades da senhora.......

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 06/06/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.