Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Arma e homicídio

TJ de Rondônia aceita denúncia contra promotor e deputado

As denúncias do Ministério Público Estadual contra o promotor de Justiça Geraldo Henrique Ramos Guimarães e o médico e deputado estadual Alexandre Brito da Silva foram aceitas, na segunda-feira (19/5), pelo pleno do Tribunal de Justiça de Rondônia.

O promotor Guimarães foi acusado de ter dado sete tiros nas casas da vizinhaça onde ele mora depois de uma briga com a mulher. Cinco tiros foram desferidos por uma arma calibre 38 e dois com uma pistola calibre 380. As duas armas estão registradas, mas uma não pertencia a ele. Segundo a denúncia do Ministério Público, Guimarães cometeu infração prevista nos artigos 15 e 20 da Lei 10.826/03, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo. A denúncia foi recebida pelo desembargador Kyochi Mori, relator do caso. Ela foi aceita por maioria.

Já o deputado Brito da Silva foi denunciado por homicídio culposo. Segundo a denúncia do MP, ele fez uma cirurgia de hernioplastia em um paciente, dia 11 de agosto de 2004, no Hospital Panamericano de Porto Velho. O médico cometeu erros que levou a morte do paciente no dia 7 de outubro de 2004. A denúncia foi recebida por unanimidade.

Revista Consultor Jurídico, 26 de maio de 2008, 16h40

Comentários de leitores

1 comentário

Parabéns ao TJRO. Afinal, nem tudo está perdido...

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

Parabéns ao TJRO. Afinal, nem tudo está perdido.

Comentários encerrados em 03/06/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.