Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Canal direto

Supremo cria central de atendimento ao cidadão

O Supremo Tribunal Federal abre, nesta quarta-feira (21/5), um novo canal de comunicação com a comunidade jurídica e a população em geral — a Central do Cidadão. A norma que regulamenta o funcionamento da Central será assinada pelo presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, no Salão Branco, após o término da sessão plenária.

A nova estrutura, ligada à Presidência da Corte, permitirá aos usuários obter informações, encaminhar sugestões, críticas ou elogios relacionados ao Supremo. O objetivo é que esse contato direto com o cidadão forneça subsídios para aumentar os padrões de transparência, presteza e segurança das atividades desenvolvidas pelo Tribunal.

O acesso ao setor será feito por meio do site do STF, e-mail, carta, telefone ou mesmo pessoalmente. Os cidadãos poderão obter esclarecimentos sobre atos praticados pelo Supremo e enviar manifestações — sugestões, reclamações, denúncias, críticas e elogios — que serão dirigidos aos setores responsáveis por cada demanda.

A partir dos dados recebidos, a Central de Atendimento poderá propor medidas que levem à melhoria e ao aperfeiçoamento das atividades do Tribunal, bem como à ampliação do acesso à Justiça.

As mensagens dirigidas à Central de Atendimento ao Cidadão deverão ser identificadas — demandas anônimas não serão atendidas nem pedidos que envolvam outros órgãos públicos.

Revista Consultor Jurídico, 21 de maio de 2008, 17h53

Comentários de leitores

2 comentários

Tomara que funcione este novo serviço de atendi...

Jusça (Funcionário público)

Tomara que funcione este novo serviço de atendimento ao cidadão. Se for apenas um call center de nada adiantará. Nós cidadãos precisamos de anteparo do Poder Judiciário contra as pretensões do Big Brother do Executivo!Eu ainda confio no Judiciário, por enquanto...

Deve ser para se disfarçar a central de atendim...

Baraviera (Bacharel)

Deve ser para se disfarçar a central de atendimento ao colarinho branco. Leiam o artigo de Augusto Nunes no Jornal do Brasil sobre Um Milagreiro no Supremo: http://clipping.planejamento.gov.br/Noticias.asp?NOTCod=232525

Comentários encerrados em 29/05/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.