Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova direção

Fábio Cardoso é eleito presidente de associação do MPT

Fábio Leal Cardoso, procurador do Trabalho da 10ª Região (DF/TO), foi eleito presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT). A eleição aconteceu nesta terça-feira (6/5) nas unidades do Ministério Público do Trabalho de todo país. Cardoso, que concorria em chapa única, recebeu 388 votos dos procuradores. De 752 votantes, 404 compareceram às urnas. Ele toma posse dia 20 de maio.

Segundo o procurador, sua gestão buscará a integração dos membros do MPT e continuará defendendo a efetividade dos direitos trabalhistas. Cardoso afirmou que a batalha contra o trabalho escravo será uma das metas da sua gestão. “Continuaremos a lutar pela aprovação da PEC 438 de 2001, que prevê a expropriação de terras onde for encontrado trabalho escravo.”

Natural de Brasília, Fábio Cardoso tem 45 anos e é pós-graduado em Direito do Trabalho e em Direito e Processo do Trabalho. Ingressou no MPT em junho de 1997. Foi coordenador de Combate às Irregularidades Trabalhistas na Administração Pública (Conap) e membro da Coordenadoria Nacional de Combate ao Trabalho Escravo (Conaete).

Veja a composição da diretoria eleita

Presidente: Fábio Leal Cardoso

Vice-presidente: Daniela Landim Paes Leme

Secretária-Geral: Andréa Nice da Silveira

Diretor-Financeiro: Joaquim Rodrigues Nascimento

Diretora de Relações Institucionais: Ana Luiza Alves Gomes

Diretor de Assuntos Jurídicos: Rodrigo Cruz da Ponte Souza

Diretor de Assuntos Legislativos: João Batista Martins César

Diretora Social e de Eventos: Teresa Cristina D’Almeida Basteiro

Diretor de Comunicação: Pedro Lino de Carvalho Júnior

1ª Suplente: Maria Amélia Bracks Duarte

2º Suplente: Flávio Henrique F. Evangelista Gondim

3º Suplente: Zélia Maria Cardoso Montal

Revista Consultor Jurídico, 7 de maio de 2008, 0h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/05/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.