Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pela celeridade

TJ goiano firma convênios para agilizar conciliação

O Tribunal de Justiça de Goiás fechou convênios com três instituições para cumprir a Resolução 8, do Conselho Nacional de Justiça. A regra trata do planejamento e da execução de ações para dar continuidade ao Movimento pela Conciliação.

As entidades que assinaram a parceria com o TJ-GO são o Centro de Educação Serra da Mesa Ltda. (Cesem), a Associação Comercial e Agropecuária de Uruaçu (Aciau) e o Centro Educacional Alves Faria (Alfa). Os acordos têm dois anos de duração.

Pelo convênio, a Cesem se comprometeu a participar, como instituição educacional, do processo de disseminação da cultura da paz, fomentando a conciliação como método alternativo de composição de litígio. A entidade vai oferecer espaço físico, quando solicitado pelo coordenador de conciliação, bem como professores e outros profissionais com perfil apropriado para atuar nos trabalhos da Banca de Conciliação. Também vai facilitar o acesso aos trabalhos conciliatórios e a participação conjunta de alunos do estabelecimento em condições de realizar o estágio e colaborar com os trabalhos da escrivania, realizando atos de comunicação com as partes.

Assim como a Cesem, a Aciau vai oferecer espaço físico, equipamentos, mobiliário e material de consumo indispensáveis à instalação e manutenção do posto onde vai operar a Banca de Conciliação. Além disso, vai dispor um veículo para a comunicação das partes e demais procedimentos necessários e um funcionário para atuar na secretaria da banca.

A Alfa terá o papel de disseminar o estudo do Direito, integrando o estudante à sociedade e fomentando a celeridade do processo judicial. A entidade vai oferecer professores e outros profissionais para atuar no Núcleo de Prática Jurídica e também vai indicar 8 alunos coordenadores e 30 alunos participantes para atuar nos Juizados Especiais Cíveis. Caberá também à Alfa dispor alunos para atuar no Núcleo de Prática Jurídica na elaboração de petições e acompanhamento de processos nas ações encaminhadas pelos Juizados, bem como contribuir com recursos tecnológicos.

O Tribunal de Justiça de Goiás vai instalar bancas de conciliação na Cesem e na Aciau prestando suporte técnico e de pessoal para auxiliar nas atividades. Na Alfa, o mesmo suporte será disponibilizado na implementação dos Juizados Especiais Cíveis.

Revista Consultor Jurídico, 25 de junho de 2008, 15h04

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/07/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.