Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Preço eleitoral

Deputado reclama de taxa de partido depois de perder o cargo

O deputado federal Silvio Costa (PMN-PE) reclamou, na terça-feira (17/6), da direção nacional do partido por causa da cobrança de uma taxa de R$ 250 de cada candidato a vereador nas eleições de outubro. O deputado federal diz que resolveu reclamar porque votou a favor da Contribuição Social para a Saúde (CSS), o que lhe custou a destituição do cargo pela direção nacional do PMN.

As informações são do portal G1

A tarifa, de acordo com o parlamentar, foi estabelecida pela secretária-geral nacional da legenda, Telma Ribeiro, que não foi encontrada pelo portal para comentar o assunto.

Silvio Costa disse ainda que, se houver uma média de quatro candidatos a vereador em cada uma das 5.564 cidades do país, a sigla poderá arrecadar R$ 5,5 milhões.

O parlamentar, no entanto, reconheceu que a cobrança da taxa é uma tradição no PMN. Silvio Costa ingressou na legenda em 1999 e confirmou que a candidatura à Câmara foi taxada em R$ 120.

Revista Consultor Jurídico, 18 de junho de 2008, 10h48

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/06/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.