Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Construção fraudulenta

STF nega liberdade a condenado por desvio de verbas do TRT-SP

Fracassou a tentativa do advogado Pedro Rodovalho Marcondes Chaves Neto, condenado por envolvimento no escândalo do desvio de milhões de reais da construção do prédio do Fórum Trabalhista em São Paulo, de ficar em liberdade. O pedido de liminar em Habeas Corpus foi negado pelo ministro Menezes Direito, do Supremo Tribunal Federal.

Pedro Rodovalho pedia para recorrer em liberdade da condenação de mais de seis anos de reclusão. Ele responde por evasão de divisas, estelionato e falsidade ideológica junto com outros dois acusados, donos da construtora Incal, responsável pela obra.

Absolvido em primeira instância por insuficiência de provas, Rodovalho teve a prisão decretada antes do trânsito em julgado da sentença por conta de recurso apresentado pelo Ministério Público. Ele recorreu, mas o Tribunal Regional Federal da 3ª Região, com sede em São Paulo, e o Superior Tribunal de Justiça mantiveram a decisão.

A defesa alega que a prisão preventiva viola o princípio da presunção de inocência e, por isso, pediu, sem sucesso, ao STF a revogação da ordem de prisão.

O relator do caso, ministro Menezes Direito, aplicou a Súmula 691, do STF, que impede o conhecimento de Habeas Corpus ajuizado contra decisão monocrática do STJ que tenha indeferido a liminar. O ministro afirmou que não encontrou, no caso, “a presença de qualquer situação excepcional apta a justificar o afastamento da referida vedação”.

HC 94.834

Revista Consultor Jurídico, 6 de junho de 2008, 0h02

Comentários de leitores

3 comentários

ronaldo dos santos costa.. eu tambem achav...

Paulo (Outros)

ronaldo dos santos costa.. eu tambem achava que a escolha de um catolico fervoroso fosse ruim. O ministro Direito nao é so um catolico fervoroso, mas sim um sujeito com um poderosissimo intelecto..que transparece nos votos dele, alias..quase sempre abrindo divergencias vencedoras..

É questionável essa súmula do STF. Porque esper...

Antônio Macedo (Outros)

É questionável essa súmula do STF. Porque esperar o julgamento de mérito de um HC, depois do trâmite lento e modorrento na burocracia da Justiça, é atitude, no mínimo, irracional. Ademais, quando se trata de matéria tipicamente constitucional como é o Habeas Corpus.

O Ministro Direito, indubitavelmente, foi a pio...

Ronaldo dos Santos Costa (Advogado Sócio de Escritório)

O Ministro Direito, indubitavelmente, foi a pior decisão tomada pelo Presidente Lula em ambos os mandatos.

Comentários encerrados em 14/06/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.