Consultor Jurídico

Artigos

Portas fechadas

Desembargador não tem de receber advogado para tratar sobre ação

Comentários de leitores

76 comentários

Caros Pires e Torre de Vigia, se o advogado vai...

Salvador Junior (Advogado Autônomo - Tributária)

Caros Pires e Torre de Vigia, se o advogado vai ao gabinete para corromper o juiz, que o magistrado então dê voz de prisão, o pior é que o advogado está em flagrante. Muito fácil resolver não acha? Pra ser sincero não entendi a lógica do raciocínio de vocês. Vocês querem dizer que todo advogado é corrupto e todo juiz é corrompido, é isso? Como eu disse, não entendi.

...SE NÃO CONSTA EM LEIS OU OUTROS: TÁ CERTO O ...

Pirim (Outros)

...SE NÃO CONSTA EM LEIS OU OUTROS: TÁ CERTO O NOBRE MAGISTRADO!!! AQUI NO BRASIL, É DE TODOS CONSABIDOS, QUE EXISTE 'A FAMIGERADA CORRUPÇÃO GRANÇANDO EM TODOS OS PODERES E INSTITUTIÇÕES!!!' ENTÃO TÁ CERTO E ÉTICO, O POSICIONAMENTO DO NOBRE DESEMBARGADOR!

É muito triste ver onde as coisas chegaram...Só...

drajusantista (Advogado Autônomo)

É muito triste ver onde as coisas chegaram...Só que não são só desembargadores que não recebem advogados...Aqui na cidade que milito, há um juiz que não recebe advogado. Vc fala com todos do cartório, mas nunca consegue falar com o magistrado responsável pela vara...Será que ele nunca foi advogado e precisou tirar uma dúvida com um juiz? ou sempre foi tão inteligente, que nunca teve dúvidas? Ora, quanta ignorância!!! Advoado não é animal!!! Són está fazendo o seu trabalho, honesto, para ganhar o pão de cada dia...

Não me parece saudável, em tempos de avassalado...

Torre de Vigia (Outros)

Não me parece saudável, em tempos de avassaladora corrupção dos costumes, o advogado pretender, às escondidas, entrevistar-se com o juiz, fora da publicidade das audiências e sessões de julgamento e distante da vigilância da parte contrária. Coisa boa parece não ser tal pretensão! A advocacia de qualidade e honesta é feita no processo e de forma pública.` À sorrelfa, bem, outras coisas acontecem. O advogado deve zelar pela lei, pela Justiça, pela moral, pela ética. Por isso, sua aproximação com o magistrado deve ser feita à luz e não sob as sombras evocadoras de tenebrosas inflexões que causam justificado temor à sociedade e à parte contrária, violando o princípio constitucional da ética, da probidade e do processo público.

É lamentável... Mas é o retrato do Brasil! As l...

Fernando Jorge (Advogado Autônomo)

É lamentável... Mas é o retrato do Brasil! As leis? Para os inimigos! Advogado?! Para quê?! Causa-me espanto a argumentação falaciosa, retrógada e reacionária do Excelentíssimo Desembargador. Será que um dia teremos um país sério, ou continuaremos a viver para sempre no País do Faz-de-Conta?

Baudelaire (Advogado Autônomo) penso que você é...

Fábio (Advogado Autônomo)

Baudelaire (Advogado Autônomo) penso que você é um puxa-saco. Desembargador tem que receber advogado e todo advogado tem direito de ser recebido na sala de qualquer integrante do Poder Judiciário na defesa dos interesses de seu cliente. Conversar e receber advogado para despachar não é nenhum ato ilícito. Advogado não é bicho e é um profissional que deve ser respeitado no exercício de seu mister. Corrupção é outra coisa!!

É lamentável ver este tipo de artigo justamente...

Dotô Saulo Germano (Advogado Associado a Escritório - Administrativa)

É lamentável ver este tipo de artigo justamente no momento em que os magistrados repudiam as restrições para ter acesso aos escritórios de advocacia, e, para variar, com uma justificativa pífia de que o local de trabalho do advogado pode servir de depósito para ocultar provas de crimes. Será que o gabinete dos juízes e desembargadores pode servir de refúgio para os criminosos?

Com quanta tristeza verificamos a distância que...

Tenorio (Advogado Autônomo)

Com quanta tristeza verificamos a distância que o Judiciário quer manter de suas obrigações ! É profundamente lamentável a posição do nobre juiz autor deste artigo. Ora, se não têm, os senhores desembargadores a obrigação de receberem os advogados, a quem vão receber ? Dizer que o gabinete é espaço público privado, deve ser efeito destes tempos privatizacionistas que estamos vivendo.O advogado, na representação das partes em litígio, têm sem qualquer sombra de dúvida, o direito a tratar de assuntos processuais com os juízes, é prerrogativa da classe, tem que ser respeitada. Um alerta a todos: a prosseguirem tais posicionamentos da magistratura, visando posicioná-los acima do bem e do mal, só nos restará aguardar pelo dia do juízo final quando, aí assim, teremos uma interlocução com Jesus Cristo. Ora senhores, botemos os pés no chão e vamos trabalhar em benefício de um país e um povo já tão humilhados e explorados pelos oportunistas de plantão.

Com todo o rsspeito pelas opiniões divergentes,...

Baudelaire (Advogado Autônomo)

Com todo o rsspeito pelas opiniões divergentes, penso que o Desembargador tem razão... Ele é fluente em Português e sabe ler e escrever. Portanto, pode apreciar quaisquer tipos de recursos ou memoriais. Esse negócio de "advocacia auricular" precisa acabar, pois dá margem a um monte de coisas nefastas... Aliás, é corriqueiro, após o magistrado ter ouvido, pacientemente, o advogado, dizer-lhe: - Muito bem, Doutor. Obrigado pelos esclarecimentos. Vou analisar o caso. E, em seguida, decide, sopesando, SOMENTE, o que está contido nos autos. Fora a "advocacia auricular"!

Pena termos uma magistrado que já foi advogado ...

Bráulio Horta Almeida Gomes (Advogado Sócio de Escritório)

Pena termos uma magistrado que já foi advogado e tem esse tipo de posicionamento. Ele demonstra ignorância em relação ao que prevê o Estatuto da Advocacia e em relação ao que entende o CNJ. Ele afirma que outros desconhecem a lei, mas ele a desconhece totalmente!

Concordo plenamente com o Desembargador. Mais a...

levy (Procurador do Município)

Concordo plenamente com o Desembargador. Mais ainda: admiro-lhe a coragem de posicionar-se claramente sobre tema delicado, não apenas para a advocacia, mas sobretudo para a própria Magistratura. José Luiz Levy advogado

Meu Deus do céu! Quanta arrogância!!! Esse cara...

Junior (Advogado Autônomo)

Meu Deus do céu! Quanta arrogância!!! Esse cara deve ter o rei na barriga!!! E ainda foi advogado!!! Quanto mais eu rezo mais lobisomem me aparece!!!

Lamentável esse pensamento do senhor desembarga...

JOSÉ CARLOS (Advogado Sócio de Escritório)

Lamentável esse pensamento do senhor desembargador. Primeiro o seu desconhecimento da Lei n. 8.906 e segundo sua comparação por analogia do carro, o que demonstra mais um absurdo, pois todos os trabalhadores descolocam de suas residencias para seu trabalho em seu proprio carro e o desembargador faz questão de "esfregar na cara" de todos esse privilegio absurdo de utilização de bem publico para interesse particular, já que não é nenhum "favor" que ele presta ao Estado em ir trabalhar, pois é sua "obrigação" esse fato, tendo em vista que é (muito bem) pago para exercer essa função.

Leiam - http://www.conjur.com.br/static/text/68...

Professor da Universidade Federal Fluminense (Professor Universitário - Internet e Tecnologia)

Leiam - http://www.conjur.com.br/static/text/68449,1 Não precisa comentar mais... O texto acima é muito bom. Não o do Des., mas o do articulista indicado.

É lamentável ler um artigo com o teor que se ap...

In dubio pró Reo, In dubio pro libertate ou in dubio pró societ (Estudante de Direito - Criminal)

É lamentável ler um artigo com o teor que se apresenta, advindo de um Desembargador,não é possível acreditar que ele desconheça a norma abaixo. A considerar que ele não conheça, caberá com certeza ingressar em juízo com um remédio jurídico para sanar o problema e levar ao conhecimento do Ilustre Magistrado o que está descrito em norma vigente sobre o tema, se sempre fazer isto quando algum Desembargador desavisado proceder desta forma. claudionei_santa_lucia@hotmail.com O artigo 7º, VIII, da Lei 8.906/94 (Estatuto da Advocacia), que também está em vigor, autoriza, como direito do advogado, “dirigir-se diretamente aos magistrados nas salas e gabinetes de trabalho, independentemente de horário previamente marcado ou outra condição, observando-se a ordem de chegada”.

Ilustre Desembargador, Parece-me que em suas r...

Marcelino Carvalho (Advogado Sócio de Escritório - Tributária)

Ilustre Desembargador, Parece-me que em suas reflexões sobre o direito dos desembargadores do TJSP se negarem a receber os advogados em seus gabinetes de trabalho faz letra morta ao art. 7º, VIII, da Lei 8.906/94 (Estatuto da Advocacia), que expressamente autoriza, como direito profissional do advogado, “dirigir-se diretamente aos magistrados nas salas e gabinetes de trabalho, independentemente de horário previamente marcado ou outra condição, observando-se a ordem de chegada”. Nesse sentido, não se admite que um magistrado, qualquer que seja a instância, negue-se a receber um advogado que afirme querer lhe falar diretamente sobre os processos em que atua. Trata-se de imperativo legal, cujo cumprimento não se subordina às visões pessoais dos magistrados sobre a conveniência ou não do atendimento ao advogado. Em nenhum ponto a lei afirma que se um determinado processo já estiver concluso o magistrado está autorizado a se negar a receber o advogado que atue naquele processo!

Existem tantas coisas uteis e boas para falar e...

Antonio Gusman (Procurador de Justiça de 2ª. Instância)

Existem tantas coisas uteis e boas para falar e voce, Ferraz Arruda, perde seu tempo proliferando o ar com bobagens como essa. Ora, "ides cultivar tuberculos amiláceos."

Gostei da coragem do Desembargador. Receber adv...

LUÍS  (Advogado Sócio de Escritório)

Gostei da coragem do Desembargador. Receber advogado hoje em dia é perigoso. Pois quem manda é a polícia que grampeia todo mundo, e conversar com advogado está prestes a ser criminalizado. Aliás, Desembargadores, cuidado para não julgarem contra o Estado nem concederem habeas corpus. Vocês poderão ser considerados do crime organizado. É uma visão realista do Desembargador, pois a coisa está dessa forma mesmo. No entanto, não atender o advogado não vai adiantar, pois nós vamos despachar com os assessores quem na verdade fazem os votos.

MAS É CLARO! DESEMBARGADOR SÓ DEVE RECEBER ADV...

ELZABRASILEIRA (Advogado Autônomo)

MAS É CLARO! DESEMBARGADOR SÓ DEVE RECEBER ADVOGADO PARA TRATAR DO PROCESSO, QUANDO O PROCESSO SE REFERIR À OPERAÇÃO SATHIAGRA, QUANDO O "REPRESENTADO" SEJA UM DOS FIGURÕES, TIPO DANIEL DANTAS E... QUANDO O ADVOGADO SE CHAMAR "GREENHALD"! AFINAL, SUAS EXCRES OPS! EXCIAS. NÃO PODEM PERDER SEU "PRECIO$O" TEMPO COM "NINHARIAS"...

Está correto o ilustre julgador! Afinal, magist...

Paulo Jorge Andrade Trinchão (Advogado Autônomo)

Está correto o ilustre julgador! Afinal, magistrado é DEUS, jamais se transformarão em pó, RESSUSCITARÃO eternamente para o bem do IMPÉRIO DA MAGISTRATURA TUPINIQUIM, e viva o país de bananas que falta muito para ser SÉRIO!!!

Comentar

Comentários encerrados em 1/08/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.