Consultor Jurídico

Comentários de leitores

24 comentários

É, o ditoso Eduardo, advogado atuante em penal ...

João (Outros)

É, o ditoso Eduardo, advogado atuante em penal ou tributário, acredita também em papai noel ou defende o seu ponto de vista com o fito de defender o bolso dele. Prefiro acreditar que o nobre e culto advogado ainda persevere na velha crença do bom velhinho. Não é Eduardo? Ehehehehehehehhehheheheheh. Menino maroto.....

Boa, Caiçara, boa! A exegese da lei feit...

Richard Smith (Consultor)

Boa, Caiçara, boa! A exegese da lei feita pelos "garantistas" é sempre de arrepiar os cabelos! E ao cidadão de bem e cumpridor das leis, nada? Claro que nada! Afinal servimos apenas para irrigar com o nosso "sangue", as bolsas de um Estado voraz e divorciado da Sociedade que lhe atribui poderes! Até quando permitiremos isso?!!! Um abração.

Pois é...O pessoal sempre "quer se esquecer" de...

caiçara (Advogado Autônomo)

Pois é...O pessoal sempre "quer se esquecer" de dois dos fundamentos da preventiva (garantia da aplicação da Lei ou da instrução), então cria uma série de desculpas para manter vagabundo na rua. Se o cara foge durante o processo como se garante a aplicação da Lei em caso de condenação? Ou ainda se foge antes da instrução, como se garante a mesma? Mas isso não interessa...interessa é botar o meliante na rua. Ah, mas o STF está tendendo a dizer que...(quer dizer que se um bando de nazistas ocupassem as cadeiras do Supremo então seria constitucional agora a perseguição aos judeus, ou quiça a negativa ao holocasto passasse a fazer parte de nossa Carta Magna... o que ocorre é que um bando de laxistas esta ocupando o Tribunal, então já se sabe, na dúvida pau na sociedade e bandido na rua...) O direito deve atender aos anseios da sociedade, não criar uma realidade paralela, sob pena de tornar-se letra morta. O pacto social foi "firmado" sob a premissa de que se os homens abrissem mão da auto-tutela o Estado lhes garantiria a segurança contra os malfeitores. Posições como a do articulista então são contrária até mesmo ao conceito da vida sob o manto do Direito (em sociedade), afinal para que a mesma se o Estado não garantirá nossa segurança? Melhor será retornar ao tempo das diligências, do velho oeste, botar uma 45 no coldre e fazer a Lei com as próprias mãos, pois se depender de alguns aplicadores de direito estamos a mercê do crime.

Entao e mais facil acabar com as prisões cautel...

jose brasileiro (Outros)

Entao e mais facil acabar com as prisões cautelares, e so prender apos o transito e julgado. Deixaremos de ser um pais "estado democratico de direito", para um pais do velho oeste. O que segura os criminosos são as prisões cautelares, porque criminoso não tem medo de condenação.

Comentar

Comentários encerrados em 2/02/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.