Consultor Jurídico

Análise da jurisprudência

Corregedor do TSE debate crimes eleitorais na Bahia

“Crimes Eleitorais” e “A análise da Jurisprudência do TSE sobre crimes eleitorais” são os temas das palestras que o ministro José Delgado, corregedor-geral eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral, vai proferir no sábado (26/1), na Bahia.

A palestra sobre crimes eleitorais está prevista para as 8h30, no auditório do Tribunal Regional Eleitoral baiano. A outra está marcada para o período da tarde, no mesmo local.

As palestras fazem parte da programação do Curso de Especialização em Direito Eleitoral e são direcionadas a juízes, membros do Ministério Público, defensores públicos, delegados, advogados e servidores do Poder Judiciário.

Na ocasião, o ministro anunciará o I Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral, previsto para acontecer de 22 a 25 de maio, em Salvador. O evento é promovido pela Fundação César Montes (Fundacem) com o apoio da Escola Judiciária Eleitoral do TSE, TER-BA, Escola de Magistrados da Bahia (Emab) e da Faculdade Baiana de Ciências (Fabac).




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 25 de janeiro de 2008, 11h47

Comentários de leitores

1 comentário

URNA ELETRONICA & FIDELIDADE PARTIDARIA. *****...

Luiz P. Carlos (((ô''ô))) (Comerciante)

URNA ELETRONICA & FIDELIDADE PARTIDARIA. ********************************************************************** Fidelidade é a maneira de segurar e proteger o ESQUEMA, proteger MINISTROS envolvidos. Manter fortalecida a corrente dos envolvidos, sem risco de dissidencia que pode colocar em cheque a corrupção. Se voto valesse alguma coisa, politicos não fariam do que estão fazendo impunemente, sem a menor preocupação com suas imagens no futuro das urnas. O voto não é obrigatório. Obrigatório é a presença do eleitor na seção eleitoral, para que eles possam contar quantos compareceram e dividir os votos entre eles e o ESQUEMA. Com o advento da urna eletronica isso ficou ainda mais facil. Não só o comprovante de presença na secção, o recibo do eleitor ao votar é mais do que necessário ser impresso e estar em seu poder. O PODRE PODER JUDICIARIO esta envolvido até o talo, nesse crime imensuravel do ESTADO PARALELO. **********************************************************************

Comentários encerrados em 02/02/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.