Consultor Jurídico

Fogo no patrimônio

Ex-deputado acusado de colocar fogo na sua casa continua preso

O ex-deputado estadual do Acre e tenente reformado da Polícia Militar Roberto Barros Filho e o seu filho vão continuar presos. A determinação é da ministra do Supremo Tribunal Federal, Ellen Gracie, que negou liminar em Habeas Corpus para os dois.

O militar e seu filho foram denunciados pelo Ministério Público do Acre por estelionato. Segundo a denúncia, os dois colocaram fogo na própria casa para receber o seguro no valor de cerca R$ 1 milhão. Eles estão presos preventivamente no Complexo Penitenciário Francisco de Oliveira Conde.

No Supremo, a defesa dos dois pediu o afastamento, “em caráter excepcional”, da Súmula 691, para que o Supremo possa analisar o HC. Isso porque o Superior Tribunal de Justiça negou liminar para revogar a prisão e a jurisprudência do STF o impede de analisar pedido de liminar contra decisão monocrática de tribunal superior.

Para a ministra, “a princípio, incide na espécie a Súmula 691”. Ellen Gracie negou a liminar e afirmou que “eventual reexame da matéria caberá à Turma competente para julgar o caso”.

HC 93.626




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 24 de janeiro de 2008, 0h01

Comentários de leitores

1 comentário

Nero está vivo?!?

Comentarista (Outros)

Nero está vivo?!?

Comentários encerrados em 01/02/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.