Consultor Jurídico

Comentários de leitores

18 comentários

Redução de pena é muito pouco, quase nada, para...

Cecília. (Outros)

Redução de pena é muito pouco, quase nada, para reparar a injustiça advinda de uma condenação por participação "peculiar" (nunca vi nada tão subjetivo) em crime de quadrilha.

Depois que o STJ negou HC (concedido posteriorm...

olhovivo (Outros)

Depois que o STJ negou HC (concedido posteriormente pelo STF - nº 93.767) e não permitiu, antes de interrogados os réus (em outro caso), acesso a documentos "sigilosos"; depois de o STJ decidir que o anatocismo bancário é legal; e, depois de outras tantas decisões do gênero; recuso-me a acreditar no acerto das decisões do auto-intitulado "Tribunal da Cidadania". E infeliz daquele que depende dele na busca por Justiça.

QUE TEM GENTE INOCENTE, TEM!!!! JÁ DIZIA O GRA...

Rosângela (Bacharel)

QUE TEM GENTE INOCENTE, TEM!!!! JÁ DIZIA O GRANDE FILÓSOFO ARNOLD WOLF: A VERDADE É SILENCIOSA, ENQUANTO A MENTIRA É ESCANDALOSA. É ISSO AÍ

Caro José, faço das suas as minhas palavras.

Rosângela (Bacharel)

Caro José, faço das suas as minhas palavras.

Minha gente, a coisa não é bem assim!

Rosângela (Bacharel)

Minha gente, a coisa não é bem assim!

Desde a época da ANACONDA, muitos questionaram ...

MUDABRASIL (Outros)

Desde a época da ANACONDA, muitos questionaram o trabalho das Procuradoras que, contra toda a pressão, levaram ao banco dos réus pessoas poderosas. Isto sem contar a magnitude do processo, a enormidade das investigações e a importância do caso. Agora que o STJ veio confirmar a denúncia, não se pode esquecer de ELOGIAR a atitude destas bravas operadoras do direito. Parabéns, embora eu ache que prestar serviço à comunidade não é a pena adequada para o crime em questão.

Com a devida vênia, ninguém no caso vai perder ...

ruialex (Advogado Autônomo - Administrativa)

Com a devida vênia, ninguém no caso vai perder o cargo, pois a condenação não foi por crime funcional. Tendo a condenação sido por crime não-funcional, a pena mínima para "perda de cargo" são quatro anos, o que não incidiu para nenhum dos acusados. Não obstante tudo o que aconteceu no presente caso, evidente que os acusados foram submetidos a um rigor incomum. Por exemplo, a Sra. Norma acabou cumprindo integralmente a pena! Em padrões brasileiros, nem que é acusado de assassinato submete-se a um rigor dessa magnitude! Seu advogado foi bem claro ao dizer que sequer na inquisição os acusados foram tão achincalhados e humilhados como foram os acusados deste caso. Foi um caso isolado, ante o que acontece ordinariamente na justiça brasileira, a ponto que pensamos se esses acusados não acabaram sendo extremamente injustiçados. "Summa lex, summa iniuria", essa é a verdade!

Além de ser aplicadas as penas impostas pela Ju...

Zito (Consultor)

Além de ser aplicadas as penas impostas pela Justiça, aos que possuem cargos públicos devem perdê-los. E que fosse para servir de exemplos para os demais e não ferir a imagem da instituição de que ele pertence.

Aqueles que transformam a injustiça em diletant...

Luiz Carlos de Oliveira Cesar Zubcov (Advogado Autônomo)

Aqueles que transformam a injustiça em diletantismo verterão lágrimas de sangue. A vida é implacável e a dor pungente não esquecerá os infecundos sociais. É simplesmente uma questão de tempo!

A VERDADE É SILENCIOSA, ENQUANTO A MENTIRA É ES...

Rosângela (Bacharel)

A VERDADE É SILENCIOSA, ENQUANTO A MENTIRA É ESCANDALOSA

Com certeza, olho vivo, não é difícil crer que ...

Rosângela (Bacharel)

Com certeza, olho vivo, não é difícil crer que toda esta pirotecnia da Polícia Federal, e do Ministério Público, tem atingido pessoas inocentes. Para a instituição vale uma lição: a verdade é silenciosa, enquanto a mentira é escandalosa. Pensem nisso!!!!

Brilhante STJ, que fique bem claro que nem semp...

Rosângela (Bacharel)

Brilhante STJ, que fique bem claro que nem sempre as PRR´s são as donas da verdade. Que se mantenha o Poder Judiciário para corrigir eventuais exageros cometidos pelo Ministério Público e pela Polícia Federal. Acho que tem muita gente inocente pagando por estes EXCESSOS!!!!

O fato principal e que deveria ter merecido des...

Vladimir Aras (Procurador da República de 1ª. Instância)

O fato principal e que deveria ter merecido destaque na manchete do Conjur é a manutenção da condenação de todos os réus. Parabéns às colegas da PRR-3.

Alguém sabe como anda o caso do Carreira Alvim ?

EduardoMartins (Outros)

Alguém sabe como anda o caso do Carreira Alvim ?

A julgar pela postura atual do STJ, que vem se ...

olhovivo (Outros)

A julgar pela postura atual do STJ, que vem se limitando a chancelar as trapalhadas em grampos, não é difícil crer que ainda há inocentes nessa história.

Bertolão, Salvo engano, quem ganha R$25 mil ...

Cecília. (Outros)

Bertolão, Salvo engano, quem ganha R$25 mil são os membros do MPF, e não os juízes federais.

Parabéns ao colega e amigo Adriano Vani,sempre ...

Rossi Vieira (Advogado Autônomo - Criminal)

Parabéns ao colega e amigo Adriano Vani,sempre em plena atividade advocatícia de sucesso. Otávio Augusto Rossi Vieira,41 Advogado Criminal em Sao Paulo

E o que mais me assusta é que é bem capaz do "j...

Bertolão (Advogado Autônomo - Dano Moral)

E o que mais me assusta é que é bem capaz do "juiz" ser condenado a se aposentar compulsoriamente e ter que viver sem fazer nada, recebendo apenas R$25mil por mês! Imaginem só que sofrimento!!!!

Comentar

Comentários encerrados em 23/02/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.