Consultor Jurídico

Comentários de leitores

9 comentários

Não tenho dados estatísticos concretos para apr...

servidor (Funcionário público)

Não tenho dados estatísticos concretos para apresentar, porém, posso assegurar que, grande parte das ações que iniciam no Judiciário referem-se a pedidos de benefícios da Previdência Social. Por quê? Simples: Muitos Juízes estão fazendo caridade com o dinheiro da Previdência, estão concedendo benefícios utilizando critérios não previstos na Legislação próprio. E a população, com orientação de advogados, já percebeu tal fato, e procuram o Judiciário em vez de ir ao INSS. Conclusão: As filas que antes eram no INSS, agoram estão migrando para o Judiciário. Os Senhores Juízes estão cuidando de serviços burocráticos, em vez de estar exercendo sua função de julgar. E todos perdem com essa situação. O Judiciário fica mais moroso ainda; a Previdência paga honorários advocatícios por serviços desnecessários, pois as ações deveriam estar tramitando administrativamente. Os próprios beneficiários ficam com ações anos a fio lá no Judiciário, enquanto que o INSS poderia, com já está fazendo atualmente, atendendo aos pedidos de benefícios dentro do prazo legal (45 dias). Falta informação!!!!

Correção, em tempo. não referi a todos do PT e...

caiubi (Outros)

Correção, em tempo. não referi a todos do PT e sim a uma minoria, ali tem gente honesta que conheço, e muito por sinal. Desculpem

Paranhos - Realmente vc tem razão mas parcial, ...

caiubi (Outros)

Paranhos - Realmente vc tem razão mas parcial, pq o pq o Sr. FHC, depois tudo referendado pelo PT, fazem no BRAsil, meu caro; Maluf é aprendiz. Hoje não temos um politico pós fim da ditadura para cá que tenha moral. Acabou a ditadura política, agora temos a da caneta.

A corrupção de Maluf empobreceu o Estado de São...

Paranhos (Advogado Autônomo - Dano Moral)

A corrupção de Maluf empobreceu o Estado de São Paulo. Judiciário e população padecem.

Quando é que vão começar a trabalhar de verdade...

Murassawa (Advogado Autônomo)

Quando é que vão começar a trabalhar de verdade e deixar de fofocas pelos gabinetes, pois, se canditaram para o cargo no mínimo deveriam respeitar o povo que paga os seus salários, caso contrário devem pedir exoneração e não ficar só reclamando da quandidade de ações e da estrutura do judiciário, vamos trabalhar.

Enquanto nossas escolas ensinarem o sexo dos an...

Habib Tamer Badião (Professor Universitário)

Enquanto nossas escolas ensinarem o sexo dos anjos, ou seja, a matemática, fisica, quimica, biologia e até inglês maluco...excluindo da sua grade curricular o ensino dos Códigos Civil e Penal, Procc.Penal e Civil e ainda, CLT, CDC e a nobre Carta Magna, vamos ter um monte de gente que não conhece seus direitos e somente lhes são apresentados nas raias da justiça!!! Povo ignorante é produto de conflito que sempre espera do judiciário a solução... e como vemos está sendo impossível.

Pode ser bacana falar em atoleiro, mas é um ABS...

Michael Crichton (Médico)

Pode ser bacana falar em atoleiro, mas é um ABSURDO. Temos nove milhões de execuções fiscais em andamento, dependendo de algumas coisas importantes como a boa vontade dos devedores. Tem também o tempo que colabora para a prescrição. Mas, se reconhecida esta, o Estado/Município/União recorre e o feito continua tramitando até o esgotamento das vias recursais. As questões são um pouco mais complexas que a simplificação total feita pelo autor da matéria.

Está assim, também, porque perde tempo e dinhei...

Armando do Prado (Professor)

Está assim, também, porque perde tempo e dinheiro público para processar e mandar prender ladrão de pinga de R$1,50. Tem juiz preguiçoso, pois em vez de passar a mão no telefone e acertar uma pena alternativa, manda para a cadeia que é mais fácil. Além disso, não se estimula as conciliações nas comunidades, por exemplo. Que tal colocar juízes como itinerantes onde existem problemas a serem solucionados? Ou preparar os próprios líderes comunitários para conduzirem conciliações?

Presidente do TJ paulista, Vallim Bellocchi, ...

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Presidente do TJ paulista, Vallim Bellocchi, Os senhor sabem pq o Judiciário de São Paulo está capengando? Sabem pq não há verba para ele? Sabem quem é o culpado? A partir da EMENDA CONST Nº 45, as custas e emolumentos cobrados pelo Poder Judiciário deve ser OBRIGATORIAMENTE revertido para o próprio Poder Judiciário. Art. 98. § 1º (antigo parágrafo único) ........................ § 2º As custas e emolumentos serão destinados exclusivamente ao custeio dos serviços afetos às atividades específicas da Justiça." (NR) No Estado de São Paulo é cumprido o que determina a Constituição Federal neste ponto? NÃO. Vou lhes dizer o pq. Uma das boas coisas trazidas pela EC45 foi que tudo que o Judiciário arrecada vai para ele. Aqui em SP, ia para o Exceutivo que devolvia 8% (acho) para o judiciário. Por isso o Judiciário daqui está na UTI. O PROCURADOR GERAL DO ESTADO DE SÃO PAULO, AJUIZOU UMA ADIN e parou por enquanto a aplicação do art. 98 da CF neste tocante. Desta forma o Judiciário de SP vai continuar não sei até qdo na UTI.... VEJAM: http://conjur.estadao.com.br/static/text/32710,1 http://www.pge.sp.gov.br/noticias/diversos/Governo%20paulista%20vence%20briga%20contra%20Tribunal%20de%20Justi%C3%A7a.htm O problema é que ninguém fala sobre isso. Nem mesmo o Judiciário Paulista que deveria botar a boca no trombone. A maioria dos magistrados não sabe disto. A divulgação seria muito importante, pois monstrará quem é o vilão desta história toda. Em SP demora-se em torno de 6 ANOS para que o Tribunal julgue um recurso. No RJ são 6 MESES. Pq lá o Governo não faz este tipo de sacanagem com sua população. Carlos Alberto Alvares Rodrigues Chaves berodriguess@yahoo.com.br

Comentar

Comentários encerrados em 20/02/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.