Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Peritos judiciais

Tribunal de Justiça do Rio cadastra profissionais para perícia

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro está cadastrando profissionais de nível superior, em todas as especialidades e com experiência, para atuar como peritos judiciais nos processos em que haja Justiça Gratuita. Hoje, o Judiciário do Rio conta com mais de 150 experts no assunto. O objetivo é que até o final de 2008 mais 50 sejam inscritos no cadastro.

Para participar do cadastro, é necessário que o profissional já tenha efetuado pelo menos dois laudos, como perito do juízo, na Justiça Estadual ou Federal na área de sua especialização profissional. De acordo com o presidente do TJ-RJ, desembargador José Carlos Schmidt Murta Ribeiro, o ideal também é que os profissionais que realizam essa tarefa tenham, além de cursos próprios e especializados, participação ativa em palestras, conferências, simpósios e, no mínimo, dez ou mais anos de experiência na área pericial.

“A iniciativa permite que os juízes contem com um maior número de profissionais, altamente capazes e especializados, para atuar como perito do juízo, sendo um passo importante que demonstra a vontade, o empenho e a confiança do desembargador Murta Ribeiro em efetuar adequadamente, com atos próprios e operosos, a verdadeira prestação jurisdicional”, afirmou o diretor do Departamento Geral de Apoio aos Órgãos Jurisdicionais do Tribunal, Anízio Camacho. O departamento conta com a Divisão de Perícias Judiciais, responsável pela análise e recebimento da documentação.

Os interessados devem apresentar currículo profissional, cópia do diploma de graduação, cópia da carteira do órgão de classe e cópia de, no mínimo, dois laudos periciais já feitos na Justiça Estadual ou Federal. O profissional também pode encaminhar declaração de um magistrado certificando a idoneidade e a sua expertize.

Os documentos podem ser entregues pessoalmente na Divisão de Perícias Judiciais (DIPEJ), que funciona na Avenida Erasmo Braga, 115, sala 315-C, Lâmina I, Centro — Palácio da Justiça (RJ). Os dados também podem ser enviados por correio, em envelope padrão A4, endereçado e identificado com a indicação da área de especialização.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (21) 3133-3308/3773 ou pelos e-mails: dgjur/deinp/dipej@tj.rj.gov.br e joaomarcus@tj.rj.gov.br.

Revista Consultor Jurídico, 4 de dezembro de 2008, 17h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/12/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.