Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Autoria em questão

Ex-assistente de Andy Warhol vai à Justiça por causa de quadro

Em uma disputa judicial, travada em Nova York, dois freqüentadores do círculo de amizades do artista pop Andy Warhol (1928-1987) estão brigando por um quadro atribuído ao pintor. A batalha é entre o artista John Chamberlain e um ex-assistente de Warhol, o pintor Gerard Malanga. O ex-assistente alega ser de sua autoria uma obra vendida por Chamberlain como se fosse de Warhol. As informações são do jornal nova-iorquino The Sun.

Gerard Malanga afirma que a obra “315 Johns” é de sua autoria e foi pintada, em 1971, com a ajuda dos artistas Jim Jacobs e Irene Harris. Em 2000, John Chamberlain submeteu a obra ao crivo do Comitê de Autenticações da Arte de Andy Warhol, que declarou a obra genuína. Malanga foi até John Chamberlain, em 2004, defender que o quadro era de sua autoria. Tarde demais: John Chamberlain a vendera por US$ 5 milhões.

O caso tem tido desdobramentos judiciais desde 13 de agosto passado. O juiz Martin Schneier, da Suprema Corte do Estado de Nova Iorque, repeliu os argumentos de John Chamberlain de que agiu com lisura na venda, diante do parecer do Comitê de Autenticações da Arte de Andy Warhol. A corte vai julgar o caso.

O advogado de Malanga, Peter Stern, pediu à Justiça que Chamberlain devolva o quadro a seu autor original e ainda o indenize pelos danos em um valor equivalente ao da venda da obra.

Revista Consultor Jurídico, 29 de agosto de 2008, 15h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.