Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Defesa paulista

Corregedor da Defensoria paulista fica mais dois anos no cargo

O corregedor-geral da Defensoria Pública de São Paulo, Carlos Weis, foi reconduzido ao cargo pelo governador do estado para mais um mandato de dois anos. O decreto foi publicado na quinta-feira (7/8) no Diário Oficial do estado.

A Corregedoria-Geral é órgão da administração superior da Defensoria Pública e encarregado da orientação e fiscalização da atividade funcional e da conduta pública dos membros da instituição, bem como da regularidade do serviço.

A Corregedoria estabelece também os meios de coleta dos dados que deverão compor o relatório mensal dos defensores públicos e organiza estatísticas sobre as atividades desenvolvidas pela instituição.

Revista Consultor Jurídico, 8 de agosto de 2008, 19h30

Comentários de leitores

9 comentários

Já que falamos em absurdos legais e jurídicos, ...

ronlima (Outro)

Já que falamos em absurdos legais e jurídicos, analucia porque não envia uma proposta ao Presidente Lula de "bolsa advogado".

Para o cliente carente náo manda nada. Nem mesm...

analucia (Bacharel - Família)

Para o cliente carente náo manda nada. Nem mesmo vota ou pode ser votado. É como dizer que a UDR deve controlar o MST. Partem de uma ideologia controladora de pobre embora o discurso seja de proteçao. A questáo náo é ser contra ou a favor da Defensoria, mas apenas permitir ao carente escolher o seu advogado de confiança, o qual pode ser (ou náo) um defensor. No processo cível náo promotores, mas advogados dos dois lados, logo a Defensoria precisa focar no cliente carente e parar de ficar lamentando.

hahahhaa, definitivamente não. Primeiro pq os ...

ronlima (Outro)

hahahhaa, definitivamente não. Primeiro pq os membros do MP têm conhecimento amplo sobre a ordenamento jurídico e não falariam um absurdo destes. Segundo pq o MP tem o âmbito de atuação delimitado pela CF que em nada entra em confronto a DPE; Terceiro pq são juristas não comediantes. :) Filio-me à campanha.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/08/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.