Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Brigas de família

Flávio Maluf pode ser preso por não pagar pensão para ex-mulher

O empresário Flávio Maluf, filho do deputado Paulo Maluf, corre o risco de ser preso de novo. De acordo com a coluna Radar On-Line, de Lauro Jardim, a Justiça paulista decretou a prisão de Flávio por não pagar pensão alimentícia para a sua ex-mulher, Jacqueline. Em dezembro do ano passado, Flávio quase foi preso, mas escapou depois que resolver pagar a pensão de Jacqueline.

O casamento de Flávio Maluf e Jacqueline terminou em junho do ano passado. Na separação, ficou acordado que Jacqueline receberia mesada de R$ 217 mil, a maior pensão já estipulada pela Justiça brasileira. Jacqueline receberia por mês seis vezes mais do que o líder dos Rolling Stones, Mick Jagger, paga à apresentadora Luciana Gimenez, com quem teve Lucas: R$ 35 mil. De acordo com Lauro Jardim, Flávio não paga pensão para a ex-mulher há quatro meses.

Quando fixou a pensão, a Justiça considerou que Jacqueline não poderia perder seu padrão de vida. De acordo com advogados especialistas em Direito da Família, é orientação dos tribunais de todo o país garantir pensão para ex-mulher que chega aos 42 anos, sem profissão. Esse não era o caso de Jacqueline — que é advogada, mas ficou comprovado que ela dedicou grande parte da vida ao marido.

Flávio Maluf é o administrador da fortuna da família. É considerado o braço-direito do pai nos negócios. Flávio preside a Eucatex, empresa recém-saída de um processo de concordata que se estendia desde 2003. A dívida do grupo era de R$ 315 milhões. A Eucatex se reergueu e faturou R$ 181 milhões só nos primeiros três meses deste ano.

A família declara patrimônio de R$ 75 milhões e nega possuir contas no exterior. No fim de 2006, Maluf, pai, foi denunciado pelos crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro na Suíça e na Inglaterra. Flávio e sua ex-mulher Jacqueline também foram denunciados. O MP investiga desvio de US$ 200 milhões de obras públicas, na época em que Maluf foi prefeito de São Paulo, para contas secretas do paraíso fiscal da Ilha de Jersey, no Canal da Mancha.

A Justiça pediu prisão de Flávio e Paulo Maluf no fim de 2005, sob alegação de que ambos estriam interferindo nas investigações. Eles passaram 41 dias presos. Atualmente, o processo corre no Supremo Tribunal Federal.

Revista Consultor Jurídico, 29 de abril de 2008, 18h42

Comentários de leitores

15 comentários

Em tempo: também bastante lamentável o comentár...

lu (Estudante de Direito)

Em tempo: também bastante lamentável o comentário do Eduardo Hammer (consultor).

Se o valor da pensão é alto, quem tem que discu...

lu (Estudante de Direito)

Se o valor da pensão é alto, quem tem que discutir na justiça a redução é o próprio Flávio. Quanto ao comentário do Mauro (professor), é preconceituoso e desrespeitoso.

Mais uma vez um "ranger de dentes" , ...

hammer eduardo (Consultor)

Mais uma vez um "ranger de dentes" , apesar disso o "turquinho junior" esperneia mas paga. Essa senhora certamente é detentora do Guiness Book of Records em termos de pensão no Brasil , obviamente deverá receber com regularidade daqui para a frente , afinal não se deve irritar uma Pessoa com o grau de "conhecimentos familiares" que a Senhora em questão certamente detem. As eternas comparações com a lucianta gimenez tambem sempre terminam acontecendo , a "moçoila" em questão realmente se tornou a decana dos variados tipos de golpe do baú e de pensão alimenticia no Brasil , certamente deveria escrever um livro com suas experiencias nos "lençois" de onde arranca pensões vitalicias e poleiros de luxo de fazer inveja a qualquer novo poço da Petrobras. O pior é ter que aturar aquele programinha imbeciloide que entregaram para ela administrar só pela notoriedade de ter dado um "barrigaço" no tambem cheiradaço Mick Jagger, só mesmo aqui no Brasil. Quanto áquela "familia de anjos" eternamente injustiçados pela Imprensa e portadores de um preocupante fã-clube , sigam o conselho da Vovó Antonieta , paguem a Moça em dia , vai que ela resolva abrir só um pouquinho o bico , cai a Republica!.......Como se dizia antigamente. Ah Brasil, ate quando?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 07/05/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.