Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Organização cercada

PF prende acusados de extorsão mediante seqüestro

Por 

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (23/4), a Operação Butiá. Os policiais federais cumprem oito mandados de busca e apreensão e mandados de prisão temporária e preventiva nos municípios de Porto Alegre, Canoas, Guaíba e Butiá. O objetivo é desarticular uma quadrilha especializada em extorsão mediante seqüestro.

As investigações da PF começaram em 7 de março deste ano, quando o gerente de uma agência da Caixa Federal em Butiá foi seqüestrado juntamente com a sua família. A Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio fez diversas diligências identificando os integrantes da organização criminosa.

No final do mês de março, a quadrilha planejou outra ação contra um empresário de Guaporé (RS), mas foi impedida por ação conjunta da PF e da Brigada Militar. Na ocasião, foram presos três integrantes da quadrilha por posse de arma de fogo e de um automóvel clonado.

Ao todo, 68 policiais federais participam da Operação Butiá. Os presos serão indiciados por extorsão mediante seqüestro (Art. 159, §1º - CP – pena de reclusão de 12 a 20 anos) e formação de quadrilha (Art. 288 – CP – pena de reclusão de 1 a 3 anos). Os mandados foram expedidos pela 3ª Vara Federal Criminal de Porto Alegre.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 23 de abril de 2008, 12h54

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/05/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.