Consultor Jurídico

Família no pleito

Concunhado de prefeito também pode ser candidato

O concunhado de prefeito que quer à reeleição também pode ser candidato à prefeitura, mesmo que o atual prefeito não se desligue do cargo nos seis meses anteriores às eleições. O entendimento foi firmado pelo Tribunal Superior Eleitoral na sessão administrativa de terça-feira (15/4).

O Plenário do TSE respondeu de forma afirmativa à Consulta formulada pela deputada Sandra Rosado (PSB-RN), nos seguintes termos: “Prefeito A é candidato à reeleição. Seu concunhado pode ser candidato ao mesmo pleito, levando em conta que o prefeito A, seu futuro concorrente, não se desincompatibilizou do cargo nos seis meses anteriores às eleições?".

A decisão foi aprovada na forma do voto do relator da Consulta, ministro Caputo Bastos. Votaram com o relator os ministros Marcelo Ribeiro, Ricardo Lewandowski, Ari Pargendler e Felix Fischer.

De acordo com o artigo 23, inciso XII, do Código Eleitoral, cabe ao TSE responder às consultas sobre matéria eleitoral, feitas em tese por autoridade com jurisdição federal ou órgão nacional de partido político. A consulta não tem caráter vinculante, mas pode servir de suporte para as razões do julgador.

Cta 1.561




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 17 de abril de 2008, 0h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.