Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Regras do jogo

Marco Aurélio novamente critica proposta de terceiro mandato

O ministro Marco Aurélio Mello, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, criticou novamente a proposta de alas do PT na Câmara dos Deputados de tentar emplacar um terceiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o ministro, o Brasil “precisa de homens públicos que observem a lei em vigor no país”. A informação é da agência Reuters.

“Gostaria de pedir perdão e perguntar: ‘Nós vivemos no mesmo mundo? Já houve reeleição”, afirmou o presidente do TSE, na noite de quinta-feira (10/4), no Rio de Janeiro, durante a inauguração do Centro Cultural da Justiça Eleitoral. Não é a primeira vez que o ministro posiciona-se contra a proposta. No ano passado, por exemplo, ele chegou a classificar um terceiro mandato de golpe.

Durante a semana, o deputado Devanir Ribeiro (PT-SP), um dos principais defensores do terceiro mandato, começou a coletar assinaturas para uma Proposta de Emenda à Constituição que poderia beneficiar Lula. A idéia é terminar com o instituto da reeleição e estabelecer um mandato de cinco anos a partir de 2010. Dessa forma, o jogo seria zerado e Lula poderia concorrer, segundo o deputado.

“Eu, como presidente do TSE, entreguei o diploma para o exercício de um mandato durante quatro anos. Observemos as leis estabelecidas”, afirmou Marco Aurélio. “Eu indago se teríamos melhores dias simplesmente com simples mudança das leis.”

Publicamente, Lula nega apoio à proposta. Em entrevista coletiva na Holanda, o presidente disse que a discussão “é falta de assunto da oposição”. O assunto ganhou fôlego depois de declaração do vice-presidente José de Alencar de que “o povo brasileiro deseja que o Lula fique por mais tempo no poder”.

Revista Consultor Jurídico, 11 de abril de 2008, 13h40

Comentários de leitores

19 comentários

Corretissimo, não se pode subverter a democraci...

Bira (Industrial)

Corretissimo, não se pode subverter a democracia em pró de certo grupo politico.

Com todo o respeito ao atual governo no qual nã...

futuka (Consultor)

Com todo o respeito ao atual governo no qual não votei, no entanto parabenizo, penso que deveria sim haver uma mudança de atitude para as próximas eleições fazendo com que haja a oportunidade para um outro gestor ocupar o cargo maior na presidencia de nosso país. Sabemos que é preciso para que haja uma mudança no perfil do poder e assim quiçá alem da normal e usual continuidade de todos os governos em certas áreas também uma nova implementação de recursos e "sangue novo" para áreas de importância vital para a boa administração e limpeza da nação.

Marco Aurélio Mello, calado é um poeta. Minist...

Frankil (Agente da Polícia Federal)

Marco Aurélio Mello, calado é um poeta. Ministro, porque o senhor não se candidata? Acho que o presidente Lula já lhe fez esta pergunta. heheehe!!!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 19/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.