Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dança das contas

Justiça proíbe acionista da VariLog de sair do Brasil

Lap Wai Chan, gestor do Fundo Matlin Patterson que é o acionista majoritário da VarigLog, estaria proibido de sair do país, se estivesse no Brasil (ele reside em Nova York). Ele ainda foi multado em US$ 1 milhão e deveria apresentar ao juiz José Paulo Magano, da 17ª Vara Cível de São Paulo, na tarde desta quinta-feira (10/4). A Polícia Federal foi notificada da decisão na quarta-feira (9/4) para providenciar a apreensão do passaporte do executivo. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

A decisão faz parte da disputa entre a Volo Logistics, empresa constituída no Brasil pelo Fundo Matlin Patterson com os sócios brasileiros Marco Antônio Audi, Marcos Michel Haftel e Luiz Eduardo Gallo para controlar a VarigLog, empresa de transporte de cargas da antiga Varig, adquirida em sociedade pelos dois grupos.

A VoLo, dona da integralidade do capital aplicado na VarigLog, acusa os sócios brasileiros de terem desviado o dinheiro da empresa para uma conta na Suíça. A Matlin teria pedido a transferência deste mesmo dinheiro, segundo o juiz, da conta da VarigLog na Suíça para a conta da Volo Logistics, no JP Morgan Private Bank.

O pedido para impedir a saída do empresário do Brasil foi feito por Luiz Gaj e Alfredo Luis Kugelmas, os administradores judiciais da VarigLog, que anexaram aos autos do processo documento que comprovaria a ordem de Lap Chan de transferir US$ 86 milhões da conta da Suíça para a conta da Volo Logistics. O dinheiro é oriundo da venda da nova Varig e deveria ser repatriado e aplicado na recuperação da companhia aérea.

Revista Consultor Jurídico, 10 de abril de 2008, 14h20

Comentários de leitores

12 comentários

A gênese disso foi quando pediram recuperação a...

veritas (Outros)

A gênese disso foi quando pediram recuperação a partir deste momento, coisas inacreditáveis vem acontecendo. A única curiosidade que tenho é quais foram as providencias adotadas pelo MPF ? Pois trata-se de uma concessionária de serviços públicos , autorizada a operar por uma autarquia federal.

A gênese disso foi quando pediram recuperação d...

veritas (Outros)

A gênese disso foi quando pediram recuperação desde este momentos, coisas inacreditáveis vem acontecendo. A única curiosidade que tenho é quais foram as providencias adotadas pelo MPF ? Pois trata-se de uma concessionária de serviços públicos , autorizada a operar por uma autarquia federal.

Mais uma vez a "puiça" chegou no ...

A (Consultor)

Mais uma vez a "puiça" chegou no "esconderijo" com a sirene ligada , obviamente não ficou ninguem aguardando. Aos mais distraidos , fica a informação amplamente noticiada pelos Jornais de que o "chines" vai muito bem obrigado em seu belissimo apartamento em New York. Certamente quem vai ficar numa situação digamos "incomoda" vai ser o nobre Juiz Dr.Magano que passou por cima da Legislação dando poderes que "em tese" o chines não poderia assumir por ser dono de uma parte legalmente limitada do negocio. Pelo visto , "bateram a carteira" do Dr.Juiz e sairam de fininho....... Como neste rocambolesco e fraudulento processo pulula livremente um "famoso advogado" , lobista de carteirinha e "cumpadi" do nescio 9 dedos , algum tipo de solução forjada a martelo deve aparecer na grande Imprensa por esses dias. O negocio da VarigLog foi uma das mais espetaculares fraudes ja vistas no Brasil onde , por conveniencias variadas , as ditas "otoridades" responsaveis viraram a cara para o lado para não enxergar POR OPÇÃO , o festival de fraudes e bandalheiras que vieram a seguir. O que estamos assistindo agora nada mais é do que a continuação de mais um capitulo da novela - " o que começou errado , vai acabar errado". A grande mancada do "china" , que alias é um dos socios do afamado fundo abutre Mattlin Patterson , foi o de ter escolhido ( por necessidade de fraude) , laranjas de pessima qualidade que numa analise final, colocaram o investimento todo a perder, literalmente "bateram a carteira" do china que "achava" que era muito esperto aqui na Botocundia.Anotem nos seus devidos caderninhos , isto ainda vai dar muito disse me disse na Imprensa e não se surpreendam se daqui a poucos dias o "china" reaparecer de cara lavada!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 18/04/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.