Consultor Jurídico

Comentários de leitores

8 comentários

Cabe ao STF a função precípua de zelar pelo cum...

Augusto J. S. Feitoza (Estudante de Direito)

Cabe ao STF a função precípua de zelar pelo cumprimento da norma constitucional e das leis que lhe suplementam, não a de LEGISLAR sob qualquer forma ou pretexto. O risco de enveredarmos pelo caminho do caos institucional não compensa o esforço voluntarioso de alguns dos nossos ministros. Cobre-se dos congressistas, com toda veemência, o cumprimento dos seus deveres constitucionais. O estado democrático de direito impõe que se trilhe este caminho. O preço a pagar, por um leve desvio que seja, é extremamente alto. Não vale a pena.

É absolutamente desprezível a posição acanhada ...

Stanley Marx (Advogado Associado a Escritório)

É absolutamente desprezível a posição acanhada do ministro Lewandowsky, que, mesmo contemplando o desdém de um congresso desmoralizado, insiste na bazófia da invasão de competência. E o direito fundamental à greve, onde fica? Esperamos que o STF tenha coragem de adotar uma posição mais consentânea com a democracia. Chega de tanta balela!

Como tenho uma natural curiosidade fui ver a Re...

Ramiro. (Advogado Autônomo - Criminal)

Como tenho uma natural curiosidade fui ver a Real Polícia Montada do Canadá. http://www.rcmp-grc.gc.ca/recruiting/salary_benefits_e.htm Pois é, aqui é privilégio... não pode se fazer greve, tem de se viver salário de fome. Serviço público aqui é palavrão...

O Supremo está colocando ordem na casa. Resta s...

Ramiro. (Advogado Autônomo - Criminal)

O Supremo está colocando ordem na casa. Resta saber se o Governo será obrigado a cumprir as decisões do TST sobre os dissídios coletivos, como acontece para iniciativa privada. Agora esses pequenos colóquios para embalar sono de bovinos de que se sabia o salário quando se prestou concurso. Polícia é um serviço essencial, o discurso de que polícia ganha mal e quem entra sabe quais são as regras, será que o povão não aprende? No Rio mais de quarenta num rodo só na PM. Acaba que as polícias estaduais viraram coisa marginalizada, e o resultado, todos conhecem. Em New Orleans nos EUA foram chamar os especialistas em segurança pública para resolver o problema da maior corrupção policial no país como nunca se viu igual. Agentes policiais matando policiais que investigavam as ligações de polícia e tráfico de drogas. Reiventaram a roda? Aumentaram o salário inicial da carreira para mais de U$ 4.000,00 mês, para começar. Esse é parâmetro da Polícia de Nova York. Sugiro que dêem uma visitada no NYPD, há página na Internet, e vejam o que oferecem aos policiais deles. Aqui sería tratado como "absurdos privilégios". Esse discurso de que funcionário público tem que estar pastando só favorece aos que querem cobrar impostos da Suecia e oferecer serviços públicos da Somália. http://www.nypd2.org/html/recruit/salary.html O que o NYPD oferece aqui no país seria considerado absurdo, aposentadoria com vinte anos de serviço, salários sempre crescentes. Não é à toa que temos o descontrole da criminalidade que temos, e peguei polícia que é a tecla mais velha do discurso de que "sabiam que iam ganhar pouco". Por que nossos funcionários públicos tem de viver na pindaíba? E depois querem serviços de qualidade?

Sou contra a greve de QUALQUER funcionário públ...

ERocha (Publicitário)

Sou contra a greve de QUALQUER funcionário público. Se ele foi contratado é porque o serviço para a população é fundamental. Quando foi contratado sabia quais eram as condições de trabalho, o salário e tudo mais. Entrou porque quis. Se não esta satisfeito saia e de a vaga para outro. Utilizar-se da oportunidade de não ser demitido para vagabundar é sacanagem com o povo. O povo, que paga o salário, é sempre a bucha de canhão destes vagabundos. "A greve é uma manifestação de poder" SIM, mas na iniciativa privada. O trabalho do funcionário público é regulado e se não for respeitado deve entrar na justiça. Quando fez o concurso aceitou os termos do contrato e agora quer pular fora?

Ainda muita gente não percebeu que o direito a ...

João pirão (Outro)

Ainda muita gente não percebeu que o direito a greve é um fato porque é uma (se não a única) maneira que têm os trabalhadores de defender seus direitos e qualidade de vida. Imagine se não existisse: a jornada diária seria de 12-16hs, salários na linha da misséria, etc. A greve é uma manifestação de poder, uma luta de braço entre trabalhadores e os tomadores de decisões (por isso não vemos juízes ou deputados em greve, eles se colocam o salário que querem). Nesse contexto, um estado cheio de mensalões, mensalinhos e furacões, não é capaz de dar importância ao funcionalismo público. e dai a demora das greves. Que triste história de um partido que se chamava trabalista...!

FINALMENTE O SUPREMO ESTÁ TOMANDO UMA DECISÃO C...

Daniel P. Almeida (Bacharel)

FINALMENTE O SUPREMO ESTÁ TOMANDO UMA DECISÃO CORRETA EM RALAÇÃO AO DIREITO DE GREVE DOS SERVIDORES, QUE DIGA-SE DE PASSAGEM, É UM DIREITO CONSTITUCIONAL SOCIAL FUNDAMENTAL DOS TRABALHADORES.

Todos têm o direito a greve. Mais ficar na gre...

Zito (Consultor)

Todos têm o direito a greve. Mais ficar na greve 30, 60, ou 90 dias e receber os salários integrais não é correto. Portanto, Congresso Nacional trabalhem. Não fiquem dando o VOTO DO CORPORATIVISMO.

Comentar

Comentários encerrados em 27/09/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.