Consultor Jurídico

Confiança no jovem

Jovem advogado ganha contrato de 200 milhões da Caixa Seguros

O advogado Fernão Costa, de 27 anos de idade e cinco de carreira, ainda nem terminou de montar seu escritório, mas já conseguiu colocar sua assinatura num contrato que pode lhe render até R$ 200 milhões. Ele foi contratado para coordenar o contencioso de massa da Caixa Seguros, instituição que tem como principais sócios a estatal Caixa Econômica Federal e a francesa CNP Assurances.

Para ele foram foram repassadas 17 mil ações. Segundo publicou a revista IstoÉ, “ele ainda monta o escritório. Mas já está recebendo R$ 90 mil mensais. E vai levar mais 5% de cada causa, R$ 200 milhões no total”.

Pelo que apurou a Consultor Jurídico, Fernão Costa está recebendo desde agosto, quando foi fechado o contrato. No entanto, não está cuidando dos processos, porque ainda está montando uma estrutura para poder atender a fabulosa demanda que recebeu.

A contratação do advogado só não é um feito pessoal absolutamente espetacular porque envolve dinheiro público. A Caixa Seguros é uma empresa privada, mas 48,2% de suas ações são controladas pela Caixa Econômica Federal. Como desde 2001, a francesa CNP Assurances é a acionista majoritária, a contratação não está sujeita a um processo de licitação e os executivos da empresa só devem prestar contas de seus atos aos acionistas.

A escolha de Fernão Costa foi feita com base no valor dos orçamentos solicitados pela empresa, de acordo com fontes ouvidas pela Consultor Jurídico. Grandes e renomados escritórios foram procurados. No entanto, o valor cobrado pelo escolhido era um dos mais acessíveis. Além do que, o advogado teria uma irmã que faz parte da diretoria jurídica da empresa.

Fernão Costa confirma que foi contratado pela empresa. Diz ainda que o processo de escolha do seu escritório está dentro da legalidade e que uma licitação não faria sentido, uma vez que a empresa é privada. De resto, nega todas as informações apuradas. Mas não informa quais seriam os dados corretos sobre o contrato fechado com a Caixa Seguros.

Procurado, o presidente da Caixa Seguros, Thierry Marc Claude Claudon, não se manifestou.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 14 de setembro de 2007, 11h38

Comentários de leitores

51 comentários

Meus parabéns para ele. Jovem e bem sucedido! Q...

Bajarunas (Advogado Associado a Escritório - Tributária)

Meus parabéns para ele. Jovem e bem sucedido! Que todos tivessem essa competência.

Com todo respeito, o Dr. Fernão Costa encantou-...

Pedro Afonso Gomes (Economista)

Com todo respeito, o Dr. Fernão Costa encantou-se com honorários mensais de R4 90 mil, mas não calculou se seria possível acompanhar 17.000 processos por esse valor. São R$ 5,29 por mês por processo, ou R$ 63,52 por ano. Por mais automatizado que o escritório esteja, e por menos movimento que haja em cada feito, impossível sustentar-se com menos de R$ 300,00 por ano por processo. Daqui a dois meses, o Dr. Fernão Costa vai descobrir porque os escritórios grandes não se interessaram nessa empreitada.

Tá fedendo Renanlhice.

Paranhos (Advogado Autônomo - Dano Moral)

Tá fedendo Renanlhice.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 22/09/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.