Consultor Jurídico

Notícias

Poder de síntese

Joaquim Barbosa diz em entrevista como conquistou público

Comentários de leitores

7 comentários

Quando se invoca o vocábulo espetáculo para ref...

Luís da Velosa (Bacharel)

Quando se invoca o vocábulo espetáculo para refletir uma imagem de julgamento - de uma denúncia -, por um tribunal excelso, a imagem de um circo se concretiza, se fixa no reflexo e no inconsciente coletivo.

Espetáculo ou não, alguém deve ter se lembrado ...

Helena Fausta (Bacharel - Civil)

Espetáculo ou não, alguém deve ter se lembrado de que o povo é que foi roubado, impostos pagos com o suor do nosso rosto, que não retornam ao povo nem em forma de um comprimido, o governo fez mais propagandas com dinheiro público ( programa do primeiro emprego)do que investiu no mesmo...enquanto se processa os mensaleiros é tanto crime que outros ficarão impunes.....

O Professor é uma comédia. Não vi espetáculo al...

Amigo da Justiça (Advogado Autônomo)

O Professor é uma comédia. Não vi espetáculo algum e não houve mesmo, o STF apenas fez o seu trabalho, como todo agente público deveria fazer. Só o MP e a PF que podem efetivamente fazer um espetáculo, segundo o Professor. E coloca espetáculo nisso. O trabalho dos magistrados talvez sirvam de exemplo para a PF e para o MP. Quem sabe...

Deslumbrado. Alguém precisa avisá-lo que não é ...

Armando do Prado (Professor)

Deslumbrado. Alguém precisa avisá-lo que não é mais Procurador, mas juiz, ainda que de uma casa política. Agora, vamos às provas e assim acabar o espetáulo. Parece que aconteceu o tal do "salto social".

Parabenizo o I. Ministro. Realmente, é neces...

Jurídica (Advogado Autônomo)

Parabenizo o I. Ministro. Realmente, é necessário ser claro, simples e objetivo. Uma estória bem contada e clara, que um leigo entenda: isto é a arte do Direito. Nos deparamos com manifestações prolixas, parágrafos de página inteira, intermináveis citações... E entre páginas e páginas não se sabe, afinal, qual o objeto da ação, o pedido...rs Direito é uma arte. O Ministro é um artista.

Prezado (agora) ministro Joaquim Barbosa. Há a...

Luiz Guilherme Marques (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Prezado (agora) ministro Joaquim Barbosa. Há alguns anos atrás, quando você ainda era procurador, enviou-me um e-mail cumprimentando-me pelos meus textos sobre o Direito francês (Direito esse que você conhece muito, até por ter estudado na Universidade de Paris). Trocamos, na época, alguns e-mails. Depois perdi o contato, principalmente quando você assumiu o cargo de ministro do STF. Agora, você é objeto de elogios daqueles que viram sua atuação no caso do "mensalão". Que Deus o abençôe e você continue abrindo caminho para a honestidade e para a evolução do nosso país.

Caro Ministro. Bela decisão.

Zito (Consultor)

Caro Ministro. Bela decisão.

Comentar

Comentários encerrados em 10/09/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.