Consultor Jurídico

Tiro na têmpora

Acusada de matar jornalista vai a julgamento na terça-feira

O julgamento de Denise dos Santos Vieira, acusada de participar do assassinato do jornalista Leonardo Blaz Cicoti, morto no dia 2 de julho de 2004, começa nessa terça-feira (9/10), às 13 horas, no Fórum Criminal da Barra Funda (SP).

Denise responde por formação de quadrilha, aliciamento de menores e fornecimento da arma do crime. Ela é acusada de arquitetar a tentativa de fuga do traficante Walter Carlos Galdino de Oliveira, o Alemão, preso, à época, no 35º Departamento de Polícia, no Jabaquara.

De acordo com o processo, Denise encomendou a Cristiano Pereira da Silva e outros três menores de idade, o roubo de um carro que seria utilizado na fuga do traficante.

Vítima da quadrilha, Cicoti foi abordado quando chegava em casa, na cidade de São Bernardo do Campo, e levado como refém em seu carro. A polícia, já informada sobre a tentativa de resgate dos traficantes, reforçou a segurança no DP, o que impediu a fuga. Cicoti foi encontrado morto no dia 3 de julho de 2004, a 50 metros do DP.

Um mês após o assassinato, a polícia prendeu Denise Vieira, Cristiano da Silva, que confessou ter disparado os tiros que mataram o jornalista. Silva está preso aguardando julgamento. Os três menores foram presos mas, após período de internação, já foram liberados.

O jornalista Leonardo Blaz Cicoti tinha 26 anos e trabalhava na Voice Comunicação Institucional quando foi morto pela quadrilha com um tiro na têmpora.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 8 de outubro de 2007, 18h41

Comentários de leitores

1 comentário

Os .."tres menores" ja foram liberados ou liber...

futuka (Consultor)

Os .."tres menores" ja foram liberados ou liberTados(?)para seguirem fazendo o que 'DER NA TELHA'...nhéeca explodam-se todos

Comentários encerrados em 16/10/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.