Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Garantia de estabilidade

Plano de previdência da OAB-SP registra oito mil novas adesões

A OABPreve-SP, plano de previdência privada da OAB paulista, fechou o mês de outubro com oito mil novas adesões e patrimônio de R$ 16 milhões. Segundo a diretoria da entidade, o resultado merece ser comemorado porque mostra a rápida expansão do plano de previdência e a preocupação dos advogados em garantir estabilidade no futuro.

Os números foram divulgado durante um evento promovido pela Abrapp (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar), em Belo Horizonte, nos dias 7 e 8 de novembro. De acordo com o presidente da associação, Fernando Antonio Pimentel de Melo, a OABPrev-SP “é um eficaz instrumento de proteção social”. “Como se trata de um plano capitalizado, e que permite escolher o nível de contribuição, quando mais cedo for feita a adesão mais recursos serão acumulados durante a vida laborativa”, orienta Melo

“O advogado passa a vida cuidando dos interesses e direitos dos seus clientes. Muitas vezes, pelo fato de possuir uma remuneração variável, experimentando fases boas e ruins em termos de rendimentos, o profissional acaba relegando a segundo plano a formação de uma reserva para garantir seu padrão de vida na velhice. Felizmente, isso começa a mudar”, considerou o secretário de Previdência Complementar do Ministério da Previdência Social, Leonardo André Paixão, que é advogado e também participou do evento.

Atualmente, há 2,5 milhões de pessoas inscritas em planos fechados de previdência complementar, com cerca de 4 milhões de beneficiários. “São números expressivos e que tendem a aumentar”, prevê o secretário.

Revista Consultor Jurídico, 15 de novembro de 2007, 9h52

Comentários de leitores

1 comentário

Dúvida ! Com a extinção da carteira do ...

Dijalma Lacerda (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Dúvida ! Com a extinção da carteira do IPESP, que logo se dará, fica a pergunta : seria possível aos Advogados inscritos em tal carteira, transferir os valores pecuniários recolhidos, corrigidos, para a OABPrev e, sem solução de continuidade, fazer a ela os pagamentos de suas contribuições futuras, mês a mês, para obtenção, SEM PREJUÍZO E SEM PERDA DE PERIÓDOS , dos benefícios que naquela carteira obteriam? Seria possível transferir à OABPrev o acervo dos já beneficiados pelo IPESP, para que eles continuassem a receber normalmente? Enfim, eu gostaria de ter a resposta, clara e inconfundível.

Comentários encerrados em 23/11/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.