Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pena máxima

Músico dos EUA é condenado por ensinar auto-defesa a terroristas

Um músico de jazz de Nova York, de 44 anos, que também ganhava a vida como instrutor de artes marciais, foi condenado na tarde de quarta-feira (7/11) a 15 anos de prisão. Ele é acusado de ter ensinado auto-defesa e técnicas marciais de combate para terroristas da rede Al Qaeda, de Osama bin Laden. As informações são do The New York Times.

Tarik Shah é muçulmano nascido e criado em Nova York. Recebeu a pena máxima numa corte federal da cidade. Por outro lado, conseguiu que fossem derrubadas contra ele as acusações de terrorismo. Isso graças à delação premiada proposta pelos procuradores federais e referendada pelo juiz do caso.

Segundo o FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, Tarik Shah era a “figura central” de uma rede de futuros terroristas, que começaria a ser treinada pelo seu amigo Rafiq Sabir, um médico radicado na Flórida, no sul dos Estados Unidos.

Revista Consultor Jurídico, 8 de novembro de 2007, 0h02

Comentários de leitores

1 comentário

Concordo com a pena , se forem incluidos todos ...

A.G. Moreira (Consultor)

Concordo com a pena , se forem incluidos todos os que ensinam, estudam e praticam "LUTAS", de qualquer tipo ou origem !!! Essa estória de "artes", assim como a nossa "capoeira" ser "folclore", é RUIM, heim !!!!!

Comentários encerrados em 16/11/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.