Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Distribuição contestada

Roteiristas de cinema entram em greve por direitos autorais

Por 

Depois de 20 anos numa batalha judicial pela disputa de novos valores em direitos autorais, roteiristas de cinema de Hollywood resolveram entrar em greve. A decisão foi tomada na sexta-feira (2/11) por Patric Verrone, presidente do sindicato da categoria, o Writers Guild of América, que representa 12 mil autores. As informações são do site Findlaw.

A categoria alega que os contratos firmados com os advogados das indústrias de entretenimento dos EUA são “irreais”. A última greve por direitos autorais havia ocorrido em 1988. Agora, a greve luta por pagamentos de direitos autorais referentes às vendas de DVDs.

Pelos contratos autorais mais comuns, os sindicatos de roteiristas abrem mão de 80% de direitos autorais sobre o primeiro lote de vendas, por entenderem que a soma deveria ser encaminhada para cobrir os custos de produção industrial e distribuição. Mas os escritores e roteiristas recebiam apenas 1,2% sobre os 20% restantes, o que em termos práticos eles recebem apenas 3 centavos de dólar sobre um DVD que custa US$ 20.

Assim, os autores querem que seus lucros sejam calculados não mais sobre esses 20%, mas sobre 40% dos lotes de vendas. Até o final de 2007, espera-se que sejam consumidos pelo menos US$ 16,4 bilhões em DVDs somente por norte-americanos que compram em lojas. Mas, segundo eles, vender filmes, via internet, gerará US$ 194 milhões e, os seriados, US$ 194 milhões.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 3 de novembro de 2007, 17h47

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/11/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.