Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Infração de trânsito

Promotores querem pedir revogação da liberdade de Paris Hilton

Promotores do Ministério Público da Califórnia anunciaram neste sábado (31/3) que pedirão à Justiça que revogue a liberdade condicional da milionária Paris Hilton. Ela é acusada de violar código de trânsito – num caso que pode levá-la à cadeia. As informações são do site Findlaw.

Ela é acusada por ter guiado seu carro com a carteira de motorista vencida e pode pegar 90 dias de cadeia caso seja provado que violou sua liberdade condicional. Tudo porque, em janeiro, ela já havia sido condenada por dirigir bêbada. Paris foi impedida de dirigir durante três anos.

A loira, no entanto, foi flagrada em fevereiro passado, na avenida Sunset Boulevard, em Los Angeles, guiando seu Bentley Continental GTC com as luzes apagadas, durante a noite. Ela é bisneta dono da rede de hotéis Hilton. Paris obteve a fama após inúmeros escândalos, dentre eles um vídeo amador no qual aparece fazendo sexo com o ex-namorado Rick Salomon.

Em 2005 ela esteve aqui no Brasil para o lançamento de seu perfume. Fez uma festa que chegou a custar R$ 500 mil. Em 2006, foi cotada como uma possível atriz para interpretar o papel de Madre Teresa de Calcutá, beatificada em 2003, em um filme do diretor indiano T. Rajevnath. A escolha se deu por causa das semelhanças físicas de Paris com a santa.

Revista Consultor Jurídico, 31 de março de 2007, 17h47

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/04/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.