Consultor Jurídico

Artigos

Benefício complicado

A celeuma do INSS e a concessão de auxílios por doença

Comentários de leitores

5 comentários

Sr. Dileal, seu comentario é preconceituoso e d...

Lino (Outros - Consumidor)

Sr. Dileal, seu comentario é preconceituoso e discriminatório contra os segurados que pleiteiam benefícios por incapacidade quando afirma "Os postos estão cheios de pessoas capazes para o trabalho que querem apenas mais uns meses para "encostar" e continuar trabalhando informalmente, dobrando a renda mensal". Quem o Sr. pensa que é? Nem o ministro da Previdência faria tal afirmação, esta sim, injuriosa. É muito cômodo assistir e comentar de "camarote" o infortunio de um portador de doença incapacitante. "Pimenta nos olhos dos outros é colírio"!

Desculpe mas terei que colocar o comentário ...

Segurado (Industrial)

Desculpe mas terei que colocar o comentário do amigo dileão totalmente improcedente. Sou segurado do INSS aqui em Curitiba afastado por acidente do trabalho. Quando me acidentei a empresa relutou em emitir uma CAT para mim. Cheguei ao INSS sem CAT e tive o auxilio doença como meu primeiro nexo causal. Solicitei CAT ao sindicato e o médico que me atendeu no dia em que me machuquei preencheu a CAT. Registrei o documento no INSS e o benefício mudou para 91. Depois disso a empresa apenas respondeu ao ofício do INSS e sem provas nehuma de que eu não havia me machucado o chefe dos médicos peritos mudou novamente o beneficio para 31. E ai, a empresa ME DEMITIU mesmo eu ainda afastado. Sem alta. Entrei com recurso para mudar o nexo e tive que apresentar uma enormidade de documentação, provas e mais provas, testemunhas e mais testemunhas relatórios mais relatórios e consegui mudar o nexo novamente para NB 91. Ainda estou afastado e em tratamento. É EXTREMAMENTE DÍFÍCIL MUDAR O NEXO NO INSS!!!!!! E QUANDO VC MUDA, O SISTEMA NÃO ACEITA, GERANDO DOCUMENTOS AINDA COMO B31. Nas perícias, percebe-se que quando vc é B31 o médico perito quer a qualquer custo de dar alta médica e vc que se dane!!!!!! Quando se está cadastrado como B91 o papo é diferente!!!!!!! até a educação do perito muda com a gente, pois você se machucou no trabalho e o Benefício B91 é custeado por outras fontes não só do INSS...... É meu amigo dileão.... o que o doutor Luiz Salvador está dizendo não é conspiração não, É A MAIS PURA VERDADE NUA E CRUA, estou sentindo ela na carne......A pessoa que se machucar e for para o afastamento do INSS que SE CUIDE!!!!!!!! A coisa é difícil, desrespeitosa. Cada um que se CUUUIIIDEEE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! e TENHA UM BOM ADVOGADO PREVIDENCIÁRIO!!!!!!

Prezado, acabei de ler um outro artigo seu e, c...

zipper (Procurador Federal)

Prezado, acabei de ler um outro artigo seu e, com o devido respeito, sua idéia no texto acima está beirando a teoria da conspiração. O INSS não tem qualquer "acordo ilícito" com o patronato, sendo que suas imputações aos médicos-peritos da Previdência são injuriosas. Se você diz que há fraude, conluio, por que não vai ao MPF ou à PF e diz nome, dia e horário do médico que fraudou a concessão de um benefício? Ao contrário, os postos estão cheios de pessoas capazes para o trabalho que querem apenas mais uns meses para "encostar" e continuar trabalhando informalmente, dobrando a renda mensal. Quem tem direito consegue o benefício devido. Médico-perito está sendo assassinado em agência por simplesmente cumprir a lei. O sistema do INSS permite, sim, a conversão de um B31 em um B91. Com o NTEP, houve uma "explosão" de auxílios-doença acidentários em 2007, se o problema for numérico, então, você não precisa se preocupar. Antes de ficar lançando aleivosias contra o Estado e seus servidores, o senhor deveria refletir sobre a responsabilidade e a dignidade da advocacia, em que a polidez e a sobriedade devem imperar sobre os brados e os clamores infundados.

Gostei muito do seu artigo.Estou sofrendo com e...

san (Outros)

Gostei muito do seu artigo.Estou sofrendo com este tipo de problema, pois sou estivador no porto de santos e estava afastado desde 2003. Após passar por todas aquelas perícias e pelo CRP (que não funciona), a médica me deu alta e disse que eu não posso mais trabalhar no porto. Disse que eu tenho que arrumar outro emprego. Não sei o que fazer.Mas após ler o seu artigo, vou procurar meus direitos. Obrigado.

Cadê a "previdência"? O trabalhador, na sua inc...

EUNICE (Consultor)

Cadê a "previdência"? O trabalhador, na sua incapacidade laborativa, verdadeiros contribuintes, não têm direito ao auxílio-doença acidentário. É um contracenso, o sistema não permite a alteração do tipo de benefício, no entanto permite a aposentadoria fraudulenta. Uma correção: a Lei referente é a de nº 11.430/06. Maria Eunice Flor Consultora Empresarial Especialista em Legislação Trabalhista e Previdenciária CRA/DF 012.878

Comentar

Comentários encerrados em 30/03/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.