Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Protestos no Paquistão

Governo do Paquistão pede desculpas por violência policial

Por 

Autoridades paquistanesas reduziram, no fim de semana, as restrições impostas ao presidente da Suprema Corte do país, Iftikar Chaudhry. Ele é acusado pelo governo de abuso de autoridade. As informações são do site Findlaw.

A acusação gerou protestos violentos na sexta-feira (16/3). A sede de uma rede de TV que transmitia as manifestações ao vivo chegou a ser depredada por policiais.

Diante da repercussão e das críticas ao governo paquistanês desencadeadas pelo episódio, o presidente Pervez Musharraf pediu pessoalmente "desculpas" pela violência policial. Ao menos 15 policiais foram suspensos por envolvimento no episódio.

A Polícia invadiu, na sexta-feira (16/3), as instalações da GEO TV e do jornal Daily Jang, no mesmo edifício, e destruiu parte das instalações. Vários jornalistas foram agredidos e ameaçados. No sábado (17/3), as manifestações contra a suspensão de Chaudhry continuaram.

Os protestos em Islamabad foram convocados em apoio a Chaudhry, suspenso de seu cargo no dia 9 por ordem de Musharraf. O presidente alegou ter recebido várias denúncias de conduta inadequada, abuso de autoridade e outras ações incompatíveis com o cargo. Todas negadas pelo juiz.

Para ex-juízes, advogados e membros da oposição que participaram do protesto na sexta-feira, a medida foi uma manobra de Musharraf para enfraquecer o independente juiz num momento em que o país se prepara para eleições presidenciais e parlamentares.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 19 de março de 2007, 10h29

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/03/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.